Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Comemorações do 10 de Junho: Porto de Mós

por Trilhos Sem Fim, em 09.06.08

Para comemorar o 10 de Junho, deslocamo-nos a Porto de Mós na intenção de matarmos a curiosidade, e conhecermos um pouco da região.

Iniciamos a nossa jornada em direcção à antiga linha de caminho de ferro, “O Ramal do Lena” ou o que resta dele, para os que não sabem ou não se lembram, o comboio já circulou por esta bandas, vindo da Martingança onde entroncava na Linha do Oeste, passando pela Batalha, Porto de Mós, até ao lugar da Bezerra, de onde transportava o carvão explorado nas minas que ali existiram, juntamente com as das Barrojeiras (Alcanadas). Era o Caminhode Ferro Mineiro do Lena.

Para além de efectuar o transporte de carvão das minas da Bezerra e Barrojeiras (Alcanadas) e de outras mercadorias, foi tambem muito importante para o comércio, indústria e agricultura da área, o comboio transportava passageiros, que faziam o transbordo na Martingança para a Linha do Oeste, em direcção a Lisboa.

O caminho de ferro circulou por aqui, até aos finais da década de 40, deixando de fazer parte da rede ferroviária nacional no ano de 1950.

Seguindo o trilho do caminho de ferro em direcção à Bezerra, fizemos a nossa primeira paragem junto do túnel na Serra da Pevide para aí podermos contemplar a extraordinária vista sobre a área circundante. Ultrapassado o túnel, começou um verdadeiro desafio principalmente para quem não dispunha de uma bicicleta com suspensão total, que apesar da inexistência de carris, a pedra solta típica de uma linha de caminho de ferro, teimava em aumentar a dificuldade da já longa subida (10Km).

Já no topo da serra iniciou-se a descida que nos levou até à Mendiga, onde aproveitamos para tomar café, e para nossa surpresa, uns amigos do Artur, presentearam-nos com um desfile de bicicletas antigas devidamente restauradas, o que levou a que alguns de nós não resistissem à tentação de dar uma voltinha.

Já com Mendiga para trás, voltamos a subir a serra em direcção a S.Bento, já fora dos estradões em terra batida foi  a vez de seguirmos por entre muros de pedra em pequenos trilhos que nos permitiu desfrutar da verdadeira natureza.

Já de regresso, e em direcção a Alvados, deparamos uma descida vertiginosa e serpenteando pela encosta, com um desnível de 150 metros, fazendo a delicia de alguns, e desfazendo os travões a outros. Já em direcção à Fornea e com o tempo a escassear estava na hora do regresso a Porto de Mós.

Foi um passeio um pouco duro (46km) condizendo com a beleza agreste da serra e uma paisagem difícil de esquecer.

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 06:13


11 comentários

Sem imagem de perfil

De Artur Fernandes a 09.06.2008 às 22:51

Eu li bem (saida 8.30h saida),espero bem que seja mesmo
saida,caso contrario está o caldo intornado.
Sem imagem de perfil

De to boto28 mota a 10.06.2008 às 17:12

Foi muito bom no domingo. Sempre a descer conforme prometido e grandes áreas de descanso . Se o Ricardo conseguir voar como alguns na baliza de Portugal, então não entrar à nenhum golo.
Desejo que hoje, feriado , também tenha sido excelente, fiquei ruído de inveja, mas não dava mesmo, se estarmos minimamente descansados , arriscamos o cabedal em altos voos. Fico à espera das fotografias e do filme. Um abraço e bom resultado para PORTUGAL.
Sem imagem de perfil

De Ricardo Martins a 10.06.2008 às 22:14

..Infelizmente não deu para ir, marcaram-me o almoço para mais cedo e ainda tinha de tratar das brasas :)
Já vi que foi, como de costume, mais um excelente passeio!

Boas pedaladas!

RM
Sem imagem de perfil

De Sérgio ferreira a 10.06.2008 às 23:34

Eu Nem faço, comentários Para Quê !!!!

As Imagens que vi valem por mil palavras.
[Error: Irreparable invalid markup ('<br [...] <a>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

Eu Nem faço, comentários Para Quê !!!! <BR><BR>As Imagens que vi valem por mil palavras. <BR><BR class=incorrect name="incorrect" <a>Anica</A> coisa que eu posso dizer é o que eu perdi foi muito em não ter ido. <BR><BR>Mas breve me vão aturar e de que maneira. <BR><BR>Até lá um abraço. <BR><BR class=incorrect name="incorrect" <a>sérgio</A>
Sem imagem de perfil

De Rui a 11.06.2008 às 09:44

Foi um passeio óptimo. Iniciamos o percurso com 10 km a subir, tivemos que vencer um piso cheio de pedregulho, mas o que nos levantou a moral foi a paisagem exuberante, a paciência do grupo e a esperança de haver alguma descida, depois de tantas subidas.
Quem não foi não sabe o que perdeu.
Sem imagem de perfil

De Rui a 11.06.2008 às 09:46

Falta acrescentar que o autor do texto está de parabéns. Está excelente o artigo.
Mente sã em corpo são, ou seja um bela escrita cheia de informação associada ao exercício tonificante. E diz ele que não tem jeito!
Parabéns Tó
Sem imagem de perfil

De Graza a 11.06.2008 às 11:01

A subir a partir pedra
A descer a voar
O sol a queimar
Os km a somar
O tempo a passar
Os telemóveis a tocar

Foi giro foi … foi … foi !!!

:))))
Imagem de perfil

De Carmota a 12.06.2008 às 16:11

Olá Pessoal
Gostei muito do que vi e penso que deve ter sido bastante duro. Parabéns a vocês.Não foi possível ir, mas penso que ainda não tenho pedalada para este percurso.No proximo domingo espero poder ir convosco.Alguma recomendação especial para lidar com o calor?
Carlos Mota
Sem imagem de perfil

De Ricardo Martins a 12.06.2008 às 21:11

...Água, muita agua e protector solar, muito protector solar.
...andar em zonas com sombra e de preferência fora das horas de pico solar. A roupa também quanto mais cobrir o corpo melhor e quanto mais fresca tb melhor.

RM
Imagem de perfil

De Trilhos Sem Fim a 12.06.2008 às 21:18

Leva água e vontade de pedalar!
Sem imagem de perfil

De Rui a 14.06.2008 às 17:19

Vale a pena ver o traçado virtual no link seguinte:

http://www.youtube.com/watch?v=76PUEBxFvc8&eurl=http://pensarpm.blogs.sapo.pt/2008/02/

Comentar post



Sobre nós

Neste blog um grupo de amigos irão falar das suas vivências tendo como fundo uns passeios de bicicleta. À conquista da natureza, ganhando saúde.

MEO Kanal



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D


Visitantes

Site Meter

Os meus visitantes