Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Chiqueda. O passeio que não fiz!

por Trilhos Sem Fim, em 30.03.08

Hoje tive a oportunidade de percorrer um dos trilhos mais desejados, contudo, esperaram por mim e eu faltei!

Pela primeira vez hesitei, amedrontei-me com a chuva e perdi. Como eu lamento!

Ficou em mim a angústia dos objectivos não cumpridos e das falsas promessas. Enfim, sinto-me completamente arruinado, frustrado e sorumbático .

Não, não visitei a Chiqueda em Alcobaça.

Alcobaça é uma das cidades portuguesas com história. A sua fama deve-se sobretudo ao seu mosteiro ou Real Abadia de Santa Maria de Alcobaça, fundado em 1178 pela Ordem de Cister, em cumprimento do voto de doação feito por D. Afonso Henriques primeiro Rei de Portugal, aquando da conquista de Santarém aos Mouros. Foi concluído em 1222, em estilo gótico com influências mouriscas.

O mosteiro de Alcobaça foi classificado pela UNESCO em 1989 como "Património Mundial" e é uma das "7 Maravilhas de Portugal".

Podemos encontrar no Mosteiro os túmulos de D. Pedro e D. Inês de Castro.
Alcobaça é ainda conhecida pela sua gastronomia: o frango na púcara, os doces conventuais e as deliciosas frutas, com destaque para a pêra rocha.

Quem não conhece a lenda da padeira de Aljubarrota?

Alcobaça é sem dúvida uma terra com passado. E o futuro, como será?

Recentemente Alcobaça começou a ser conhecida também pelos trilhos da Chiqueda . Eu não fui lá!..

Sabia que o mosteiro de Alcobaça esteve para ser construído na Chiqueda ?  A lenda sobre a fundação do mosteiro relata que D. Afonso Henriques atirou uma lança do topo da Serra dos Candeeiros para determinar o local da construção da futura abadia.

A lança terá caído em Chiqueda mas, por ter sido considerado impróprio, atirou-a uma segunda vez tendo caído no local onde foi efectivamente foi construído o mosteiro.

Agora, se eu tivesse ido, se não tivesse  ficado amedrontado com uma chuva torrencial e um céu negro a prometer tempestade, diria: utrapassada a parte cultural vamos aquilo que é realmente importante, o nosso passeio. Mas eu não fui. Hoje não fui. Como gostava de ter ido!

Alguns dos companheiros desfrutaram das belas paisagens da Chiqueda , da velocidade das descidas, do convívio das subidas, mas eu...

Ficam aqui as fotos.

Èh pá, levem-me lá na próxima semana! Pode ser no Domingo. Vá lá!

Rui

 

Fica aqui o mapa do percurso (Fonte A.Paiva):

 Vá, vamos lá!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:14

Proposta para Domingo (30/03/2008) - Chiqueda

por Trilhos Sem Fim, em 25.03.08

Finalmente chegou a hipótese de irmos conhecer os trilhos de Chiqueda em Alcobaça. Não conheço o local, mas de tanto ouvir falar estou imensamente curioso.

Dizem-me que o local tem a extensão de aproximada  35km , com trilhos rápidos e vertiginosos de dificuldade física média e dificuldade técnica média\alta. Espera-se um passeio cheio de adrenalina e emoção. Iremos passar numa pequena mata por vezes bem cerrada, onde a penetração dos raios solares encontra alguma dificuldade e onde corre a ribeira do Mogo .

Chiqueda de Baixo é o nome da localidade onde nasce a ribeira de Mogo e onde terá início o nosso passeio.

Da pesquisa que fiz na net  deixo aqui um pequeno vídeo .

Gostaram? Então:

Encontro no dia 30 de Março às 8H30M , impreterivelmente , junto ao Rio Lis (39°45'2 N    8°48'33"W), perto do complexo de piscinas municipais. 

O transporte das bikes é da responsabilidade de cada participante.

NOTA: Sábado dia 29/03 devem adiantar o relógio 1 hora antes de irem dormir. Certo?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:02

Chegados à aldeia do Sobreiro iniciamos a "escalada" da Serra.

O grupo foi o mais numeroso de sempre. Para além dos elementos habituais do "Trilhos Sem Fim" estiveram presentes novos companheiros das Meirinhas , Bidoeira de Cima e outros locais que lamento desconhecer. Um grupo forte nas subidas e seguro nas descidas.

O percurso foi exigente. As subidas foram longas e íngremes , com muita pedra solta a obrigar a um esforço suplementar, sobretudo daqueles que ainda estão em início de época. Mas com mais persistência a condição física irá melhorar.

As descidas foram impressionantes  para muitos. Para mim, interessantes umas e complicadas outras. Na descida para o Vale dos Poios confesso que senti muita insegurança . Mas foi essa descida que os mais experientes não se cansaram de elogiar. O local fica na minha memória como aquilo que de mais belo a natureza nos oferece, um vale escarpado na montanha, uma beleza nua e agreste. Recomendo um novo passeio no canhão do Vale do Poio.

Mas falta ainda falar do perfume do monte. O ar verdadeiramente puro da natureza. O cheiro a rosmaninho foi-nos acompanhando em todo o percurso.

Foi daqueles poucos locais em que a beleza natural coincide com o aromas inesquecíveis do rosmaninho, da urze e do alecrim. Espantoso!

Vamos lá voltar!

 

 

 

 

Um dos locais por onde passámos.

Fonte: Forum BTT

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:53

Fim de semana da Páscoa

por Trilhos Sem Fim, em 19.03.08

No próximo Domingo celebra-se a Páscoa, ficamos limitados para o habitual e ansiosamente esperado passeio dominical.

Proponho que se faça um passeio no feriado de sexta-feira. Encontro junto à Farmácia de Meirinhas  (Coordenadas: 39°50'40"N   8°42'27"W) às 8H30M, no dia 21 de Março.

 

20/03/2008 às 19 horas (Última hora):

O Zé J propõe a ida à Serra do Sicó. Saída de carro da farmácia de Meirinhas (Pombal) às 8H30M, impreterivelmente.

 

É um percurso muito interessante e novo para nós. Não faltem

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 20:56

 A manhã de Domingo do dia 15 de Março de 2008 foi totalmente ocupada com a descoberta da beleza natural das terras de Agodim.

Saídos do clube 7 Arcos embrenhamo-nos na floresta com uma subida acentuada em direcção ao lugar de Barracão. Ainda os músculos estavam em repouso quando foram solicitados ao máximo para vencer esse percurso. A satisfação do grupo era tanto maior quanto maior o número daqueles que venciam a subida.
Já no Barracão fizemos uma pequena paragem para recompor energias e cuidar das bikes. O lugar de Barracão é conhecido pela riqueza do seu subsolo em argila. A sua exploração assume um papel relevante na economia local. Para nós, apreciadores da natureza, não deixa de ser chocante ver o ambiente esventrado em benefício do rendimento. Conhecemos e até somos amigos de alguns dos industriais responsáveis pela exploração deste recurso. Recomendamos-lhes que continuem a respeitar o ambiente e que valorizem paisagisticamente os locais de exploração.
Ultrapassadas as “crateras” feitas na natureza em benefício do Homem, voltamos à beleza do campo. As descidas eram escarpadas e as subidas íngremes, reclamaram alguns dos companheiros. As bikes iam à mão tanto a subir como a descer, uma vez porque a descida era perigosa, outra porque a subida era intransponível. Quanto a mim não concordo plenamente, mas que foi um percurso difícil foi. Exigiu muita aplicação e sentido de abnegação.
Chegados ao alto da Serra do Branco ficamos extasiados com a beleza da vista panorâmica sobre as povoações limítrofes. Valeu o esforço, sem dúvida.
A parte mais difícil do “passeio” estava ganha. Depois foi percorrer os trilhos até à pista de freeride de Agodim. Um espectáculo!
Por entre veredas e trilhos estreitos, descemos até à base do monte. Saltámos alguns obstáculos, dobramos curvas acentuadas e alguns de nós, que não eu, até caímos, felizmente sem lesões de maior.
Já no final do percurso fomos presenteados por dois jovens, o Vicyux e o Mathieu, com uma série de saltos espectaculares que podem apreciar no 2º vídeo abaixo. Para eles o nosso agradecimento.
Como em todos os Domingos ficamos satisfeitos com a prestação do grupo e fica desde já a promessa de continuarmos a repetir os encontros a cada semana.
Uma excelente Páscoa.
Rui

 

O vídeo 

 

Os jovens Vicyux e Mathieu de Agodim fazem uma série de saltos para o grupo Trilhos Sem Fim. Fica  nosso agradecimento. 

 

 

 As fotos

 

 As restantes fotos podem ser vista AQUI

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:11

Pág. 1/3



Sobre nós

Neste blog um grupo de amigos irão falar das suas vivências tendo como fundo uns passeios de bicicleta. À conquista da natureza, ganhando saúde.

MEO Kanal



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D


Visitantes

Site Meter

Os meus visitantes