Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




BTT em Bidoeira de Cima: é dia 2 de Novembro

por Trilhos Sem Fim, em 28.10.08

 É já neste próximo domingo, amanhã, dia 2 de Novembro.

Tenho o imenso prazer de convidar todo o grupo TRILHOS SEM FIM para  participar no passeio BTT (raid) que um grupo de entusiastas está a organizar na Bidoeira de Cima.

O prazer na vossa participação é triplo. Por um lado é a oportunidade de estreitar ligações entre o Grupo TRILHOS, por outro vamos ajudar a comissão de festas a angariar fundos para a organização do maior arraial popular da região e por fim vou ter o prazer da vossa companhia nos trilhos da minha terra natal, a Bidoeira de Cima.

Perante o que acabo de expor não existe qualquer argumento que justifique a falta a esse grande evento BTT. Será um prazer poder contar convosco.

Alguns pormenores no cartaz.:

1. Inscrição até 24 de Outubro.

2. Custo de 7 "rodas"

3. Direito a lembrança para todos os participantes

4. Reforço durante o percurso.

5. Vão contar com a minha companhia!!

6. Encontro no Centro Cultural às 9:00 de 2/11/2008.

 

O encontro do grupo Trilhos Sem Fim é no  Centro Cultural, perto da igreja de Bidoeira de Cima, antes das 9 horas. Devem regularizar a inscrição e levantar o dorsal. 

Cumprimentos

Rui

 

Nota: Fiz hoje o percurso com o Luis e o Rui L e a coisa promete!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 06:54

Fonte da Felícia em 26 OUT 2008

por Trilhos Sem Fim, em 26.10.08

Desta vez aceitámos a sugestão do Pedro e fizemos o percurso da Marinha Grande até à Fonte da Felícia e São Pedro de Moel.

Saímos do complexo desportivo da Marinha Grande e entrámos na mata junto da casa do guarda florestal.

Cruzamos os trilhos com a velocidade possível já que a areia abundava. Motivados por estes carreiros, novos para o grupo, pedalámos freneticamente na esperança de encontrar aquela descida, aquele gancho, a paisagem ideal. Conseguimos por várias vezes. Os trilhos eram estreitos e proporcionaram velocidade considerável.

Sulcados alguns carreiros de dificuldade média, chegámos à Fonte da Felícia.

Situada nas vertentes abruptas que constituem as margens do Ribeiro de Moel, a região denominada Felícia surge como um dos locais ideais para a realização de passeios pedestres e de bicicleta.

Nesta zona que margina o ribeiro, coexiste um dos maiores bosques mistos de caducifólias introduzido pela acção humana, onde se destaca o carvalho alvarinho pela sua abundância. Também o carrasco, existente em zonas de menor humidade, está presente nas vertentes mais elevadas. Para além destas espécies, surgem no estrato arbustivo e sub-arbustivo, a gilbardeira, o loureiro, o folhado, entre outras espécies em que dominam o feto real, o polipódio - sobre os troncos caídos em decomposição -  e a erva pinheirinha.

Foi agradável e muito estimulante constatar que o grupo se interessou por estes pormenores.

Chegamos à beira-mar, percorremos a entabuado que protege as dunas e admirámos a força das ondas a bater no morro do farol. O mar com a sua força imensa afinal é dominado por um pequeno morro. A nós ninguém nos dominou. Continuámos e ainda tivemos tempo para descer do alto de São Pedro pelo bosque que vai dar à praia velha. Uma boa descida!

Finalmente e porque havia muita energia fizemos um pequeno sprint de volta à Marinha Grande. Fiquei satisfeito ao verificar que ninguém se atrasou o que comprova a excelente condição física do grupo. 

Rui

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:20

Passeio até Amor, passando pela Barosa: 19OUT2008

por Trilhos Sem Fim, em 19.10.08

Mais um passeio interessante, o deste Domingo. Saímos do Parque Radical cerca das 9 horas, percorremos o passeio junto ao rio Lis, entrámos nos campos e subimos para o bosque junto ao parque de merendas da Barosa. Uma subida no pinhal com uma inclinação acentuada, logo à saída do caminho, pôs à prova a capacidade física do grupo. É de consenso que o grupo está forte, já nem é preciso esperar por ninguém.

Percorremos os pinhais por caminhos "crivados" com uma maldita areia que nos torna ainda mais fortes.

Com "El GPS" a conduzir chegámos a Amor. Percorremos alguma centenas de metros de estrada e logo entrámos no campo. As folhas secas das árvores deram-nos a entender que o Outono tinha chegado. As árvores bem alinhados criaram um carreiro que nos conduziu a ..... um local sem saída. Nada que não estivéssemos à espera. Há cerca de 20 anos, naquele local existiu um caminho, com uma ponte. Houve até quem garantisse que, muitos anos antes, alí já tinha passado o comboio. Um momento animado!

Continuámos por caminhos nunca antes por nós trilhados. Nisto, uma avaria grave numa bike fez com que tivéssemos que perder um companheiro. Nestes episódios de infortúnio é que se reconhece o verdadeiro espírito de grupo. O Ricardo num acto solidário voluntariou-se para abandonar o grupo e ir buscar ajuda. Subiu muitos pontos na consideração de todos nós. Para ele vai uma vénia de cada um. Grande Ricardo Soares!

O passeio continuou e ainda houve tempo para subir pelas escadas, do liceu até aos Capuchos. As escadas eram bem longas, mas para o Sérgio ainda ficaram mais longas quando teve que carregar com a bike do Valter. Sérgio, nunca se pode testar o Valter a descer. Ele desce qualquer coisa!

Por fim descemos vertiginosamente o trilho que nos levou do monte dos Capuchos até aos campos junto da IC2. A descida foi o prémio bem merecido para cerca de 35 Km percorridos entre montes de areia.

Mais um passeio terminado na esperança que a semana seja curta. Bom trabalho!

Rui

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:34

12 de Outubro, Domingo: passeio até à Mourã

por Trilhos Sem Fim, em 11.10.08

Finalmente amanheceu. Era mais uma manhã de Domingo e a hora do passeio aproximava-se a passos largos.

À hora combinada lá estava o grupo preparado para mais uma aventura por trilhos parcialmente desconhecido, mas bem marcados na cabeça d'el GPS.

Algumas centenas de metros em alcatrão, os suficientes para uma reclamação em uníssono, e logo subimos em direcção à Barreira. Depois foi descer vertiginosamente e voltar a subir até à Mourã. Desta vez o grupo era mais reduzido, o que levou a grandes períodos de conversa entre algumas pedaladas. A economia mundial também foi o tema de conversa.

Aquele carreiro que nos levou perto da Golpilheira é fascinante. Parte do seu traçado é feito a descer, tem curvas, tem pedra solta, tem ramos de arvore e sobretudo permite grande velocidade, em segurança. Temos que repetir com o grupo alargado. Conversa, conversa e mais conversa e mais umas pedaladas, assim foi o programa da manhã.

Finalmente regressámos à Barreira e descemos até às Cortes. Deliciámo-nos com uma gostosas maçãs selvagens.

Por motivos pessoais regressei, mas o grupo continuou em espírito de boa camaradagem conversando e por vezes pedalando.

Até ao próximo encontro. Até lá vejam as fotos e o filme.

Podem deixar os vossos comentários e algumas sugestões para novos passeios.

Rui

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:31

Senhora do Monte: Domingo, 5 de Outubro de 2008

por Trilhos Sem Fim, em 04.10.08

Neste passeio tivemos a participação de 9 companheiros. Sei que outros tinham intenção de participar, mas por motivos se saúde não o puderam fazer. As melhoras para o Artur, tanto mais, que continuamos a contar com ele como companhia e como repórter.

Decidimos fazer o percurso da Senhora do Monte. Afinal havia três elementos do grupo que ainda não conheciam o Monte da Maunça, apesar de já o termos visitado várias vezes.

O percurso decorreu sem surpresas. Todo o grupo subiu sem dificuldade, apesar da inclinação do trilho.

Chegados ao cume da Maunça apreciámos a paisagem, respirámos o ar puro e relaxámos do esforço despendido.

Desta vez descemos por um novo trilho. O declive seria menor e tinha menos pedra solta, disse el GPS.  Na verdade era um trilho longo, diferente, com pedra solta abundante, mas também gostei.

Um Domingo bem passado, com um grupo mais pequeno mas igualmente simpático, onde foi possível manter a convivência entre todos os elementos.

Boa semana e até Domingo

Rui 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:45


Sobre nós

Neste blog um grupo de amigos irão falar das suas vivências tendo como fundo uns passeios de bicicleta. À conquista da natureza, ganhando saúde.

MEO Kanal


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D


Visitantes = 160.000 +...