Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Vamos pedalar no dia 3/5/2009

por Trilhos Sem Fim, em 30.04.09

Outro Domingo à porta. É o dia 3/5/2009, que nos dará a possibilidade de pedalar. Vamos escolher um percurso fantástico.

Desta vez também vou, ainda mal refeito do GeoRaid.

Saída às 9H00M do Parque Radical de São Romão, junto ao IMTT.

Rui

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:10

Geo-Raid - uma aventura em S. Pedro do sul

por Trilhos Sem Fim, em 27.04.09

O grupo Trilhos Sem fim participou no Geo-Raid de S. Pedro do Sul através de dois dos seus elementos, o Rui e o Nuno.

Não sei que forças estranhas nos movem para participar em iniciativas que, à partida, podem exigir de nós aquilo que não temos para dar. Quais os limites para o nosso sofrimento? O que representa o espírito de sacrifício? Qual a razão porque se retira satisfação e prazer daquilo que tanto nos faz sofrer?

Chegámos de véspera a S. Pedro do Sul. Cumpridas as formalidades junto da organização da prova, com levantamento dos dorsais, programação do GPS, ainda houve tempo para pegar nas bicicletas e fazer o reconhecimento da parte inicial do percurso.

Fiquei surpreendido com a beleza dos pequenos lugares que visitámos, mas destaco o lugar de Preloiro. A passagem sob o arco de pedra levou-nos a um local de sonho. Um parque verdejante junto ao Rio Vouga e o canal empedrado, permitindo a passagem das bicicletas, com a água a escorrer lentamente até ao rio.

Se após 6 Km já estávamos maravilhados com a paisagem, o que aconteceria após os 179 Km da totalidade do percurso? 

No dia seguinte, 25 de Abril, bem cedo chegámos junto dos outros participantes. Alguém lhes chamou concorrentes, mas como o grupo dos Trilhos Sem Fim não concorre, parace-me certos chamar-lhes participantes. A ansiedade e o nervosismo deu lugar ao entusiasmo, mal foi dada a ordem de partida.

Tenho imensas imagens que gostaria de partilhar, mas não quero tornar o texto demasiado longo. Vou destacar apenas duas ou três imagens que me impressionaram a retina. A Aldeia de Drave é um lugar que surge apenas no nosso imaginário. Calcorreando, durante uma hora, um estradão grosseiramente empedrado, avistámos lá no fundo um povoado surpreendente. Uma construção de maiores dimensões, o Solar dos Martins, e a capelinha pintada de cores claras sobressaem do restante aglomerado. A vista sobre o Vale de Paivô é sublime. A coloração das encostas escarpadas, contrastando com a cor escura do xisto, pintam a tela com cores perfeitas. É a natureza no seu esplendor.

De momento sem habitantes, consigo imaginar o esforço das gentes de outrora para subsistir num local onde a natureza, apesar de bela, não era generosa, certamente.

O Portal do Inferno, lá no alto de S. Macário, é de cortar a respiração. Uma ligação estreita entre os montes permite avistar lá bem no fundo a Aldeia da Pena. A grandiosidade dos montes, contrasta com a pequenez do homem e a solidez do granito com a fragilidade dos fatigados bttistas.

Fizemos uma passagem a "grande velocidade" pelo planalto beirão, rolando sem grandes sobressaltos, não fosse o receio de que as vacas que pastavam nos pastos verdejantes, nos mostrassem o desagrado pela nossa presença.

Finalmente, deveria ser sempre a descer até à meta. Não foi bem assim, mas ultrapassamos a meta com 112 Km percorridos e a satisfação de o ter conseguido.

O percurso do segundo dia seria mais suave, facto que não confirmei, uma vez que as minhas frágeis pernitas ainda não tinham recuperado da centena de kms do dia anterior.

Seguimos pelo desactivado ramal de Viseu da Linha do Vouga. Uma subida suave, mas longa, fez passar frente à antiga estação de Mocâmedes e admirar a antiga estação, agora recuperada e usada como junta de freguesia de S. Miguel do Mato. Cruzámos os caminhos rurais, pavimentados com granito pouco esculpido, dando lugar a um piso demasiado irregular, que prejudicou a contemplação da natureza. Chegámos a um bosque de carvalho. Tivemos a imensa satisfação de percorrer um trilho estreito com cerca de 3 km,  a descer. Finalmente a descer!

Chegou uma altura em que nós não esperávamos nada de bom. Sempre que havia uma descida duvidávamos, porque, certamente, seria compensada por uma terrível subida. O nosso receio confirmou-se por várias vezes. Destaco a passagem por Souto Bom, lá no alto da Serra do Caramulo, com os seus passeios de granito, que me fizeram, mais uma vez, levar a bike ao colo.

Finalmente, por um trilho de cerca de 3 km, desenhado na encosta da serra, chegámos a S. Pedro do Sul. META!

Terminamos um episódio marcante da nossa vida. Nenhum de nós dois, nem nos nossos sonhos mais ousados, tínhamos posto a hipótese de conseguir terminar esta odisseia. Com muito esforço chegámos ao fim, sem problemas físicos, cansados, mas satisfeitos. Não fomos os últimos, mas isso também não era importante. Ficámos no lugar 44 entre 86 equipas participantes. Pedalámos 179 km em 16 horas e 14 minutos!

Rui

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:39

Visita à Torre e Reguengo do Fetal - 26/4/2009

por Trilhos Sem Fim, em 26.04.09

Novo passeio neste domingo que poderíamos de apelidar de vários nomes, mas ficamos por "O Regresso".

Pois há sempre colegas que de alguma forma regressam com vontade de partilhar o convívio e as pedaladas com o grupo.

Orientados por Sr. GPS lá fomos percorrer caminhos algumas vezes feitos, só que de sentidos contrários e novos.

Começamos por subir até á Barreira e descer com todo gás até ás Cortes, retomando nova subida com trilhos ainda por explorar, com a surpresa de palmilhar com as meninas às costas. Coisa que, apesar de tudo, não fica nada mal para trilheiros de grande capacidade física.

Descemos até á Reixida, fazendo trilhos em sentido contrário ao habitual, levando-nos pela encosta até á Torre. Aproveitando a descida, embalamos sem grande esforço passando ao lado do Reguengo do Fetal. Chegou, finalmente, a hora do regresso, sem antes passarmos por um trilho já nosso conhecido no Rio Seco.

As últimas pedaladas foram feitas com grande esforço pois o vento apareceu para nos tentar atrasar o repasto.

Chegamos todos com vontade de novo passeio e de  felicitar os companheiros que com grande brio representaram o grupo no Geo Raid.

Artur

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 02:00

Vamos pedalar no dia 26/4/2009

por Trilhos Sem Fim, em 23.04.09

Outro Domingo à porta. É o dia 26/4/2009, que nos dará a possibilidade de pedalar. Vamos escolher um percurso fantástico.

Saída às 9H00M do Parque Radical de São Romão, junto ao IMTT.

Rui
 

Nota: Não se esqueçam que a essa hora já as vítimas do Geo-Raid percorreram 110 km! Já estou cansado, só de dizer o número.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:00

Visita ao Lapedo em 14 de Abril de 2009

por Trilhos Sem Fim, em 20.04.09

Não há duas  voltas iguais, mas hoje, quase parecia que sim.

Repetiu-se a Pia do urso e Lapedo.

Como iremos ter "altos" representantes no Geo Raid, lá foram fazer o treino que lhes estava destinado.

Os restantes,   era-mos um grupo bem composto (15) elementos, depois de ponderada a saída fomos, para espanto de alguns colegas, até ao Lapedo.

Espanto esse que se devia sobretudo ao facto de ainda não terem por lá passado.

Com orientação  de grandes membros  fomos fazendo novas descidas  e subidas. Caminhos que pareciam não ter fim, mas com pessoal habituado a transpor obstáculos, nada foi impossível de transpor, até esses caminhos sem saída...

Feita a passagem por tão agradável local regressámos com vontade de ainda fazer só mais uma subida e terminar com uma descida de agrado geral já na cidade.

Para os nossos atletas, que irão estar em representação dos Trilhos Sem Fim, o melhor.

Boas pedaladas.

Artur

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:16

Pág. 1/3



Sobre nós

Neste blog um grupo de amigos irão falar das suas vivências tendo como fundo uns passeios de bicicleta. À conquista da natureza, ganhando saúde.

MEO Kanal


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D


Visitantes = 160.000 + ...


Os meus visitantes