Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Conciliar o desporto com uma grande feijoada!

por Trilhos Sem Fim, em 18.01.09

Finalmente chegou o dia 18 de Janeiro de 2009. Claro que por ser Domingo, é dia de passeio BTT, mas desta vez o atractivo único iniciava-se após terminar o passeio!

Apesar da chuva, que nos acompanhou toda a manhã, saímos à hora combinada. Sem mais delongas e pelo caminho mais curto, fomos em direcção à Mourã. Descemos pelo caminho rural até aos campos agrícolas da Mourã, subimos ao Alto Vieiro e depois foi pedalar a toda a velocidade pelos pinhais até Pernelhas. Encontrámos o primeiro trilho técnico junto à pedreira, facilmente vencido por todos. Com justiça e porque a natureza por vezes vence, admito que uns desceram em cima das bikes, mas a maioria desceu ao lado delas. Ganhou a natureza!

Sempre a pedalar, porque algo  nos esperava, fomos até à Maceirinha. O carreiro junto ao riacho, o nosso preferido naquelas paragens, apresentava-se com dificuldade técnica acrescida. O piso escorregadio exigiu a maior perícia de todos.

Já de regresso a Leiria, ainda restou tempo para fazer uma passagem rápida pelos trilhos serpenteantes da mata de carvalho na Maceira. Porque o tempo escasseava  e pairava no ar a vontade de iniciar as actividades pós-passeio, a maioria dos elementos do grupo evitou a passagem pelo carreiro de descida acentuada.

  

 

Como a solidariedade impera,  apareceram logo dois ou três voluntários para presenciar o estonteante mortal seguido da brutal queda com que alguém nos prendou. Vais repetir a cena, caro RC.

Finalmente chegámos a Leiria.  

Após lavagem das bikes e do corpo, dirigimo-nos ao local combinado para  o atractivo pós-passeio, algures para o lado dos Marinheiros. O convívio do grupo Trilhos Sem Fim!

Uma feijoada deliciosa foi o pretexto para juntar todo o grupo. Saboreámos a feijoada, alguns repetiram e repetiram, regámos com deliciosos néctares, aconchegámos o estômago com as múltiplas sobremesas e terminámos com o indispensável café à Paiva. Muita conversa, recordação de alguns momentos mais fortes vividos noutros passeios e a visualização das foto-reportagens ocuparam os momentos que passamos em convívio. Por fim um momento cultural. 

Mais um dia ganho. Venha daí mais outro.

Rui

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:00


8 comentários

Sem imagem de perfil

De Artur Fernandes a 19.01.2009 às 17:29

Até dá a ideia que ninguem gostou de comer
feijoada mas que feijoada...
podem começar a pensar em novas iniciativas
deste tipo que eu vou...
Mas primeiro tem que se fazer sempre
um passeio...
Parabens ao Cuzinheiro.
Sem imagem de perfil

De Ricardo Martins a 19.01.2009 às 18:47

A feijoada estava 5

A atestar a veracidade da afirnação inicial está o nivel sonoro consequente do resultado da mesma, muito aproximado a um reactor a jacto à descolagem

RM
Sem imagem de perfil

De Helder Malheiro a 19.01.2009 às 22:38

Adorei o passeio de domingo.
Nunca comi tanta lama!
Quanto á feijoada, infelizmente não pude comparecer. Fica para a próxima!
Abraço,
HM
Sem imagem de perfil

De Luis a 19.01.2009 às 23:24

Não há dúvida. Bons passeios, boa feijoada, boa pinga, só podia dar ....momentos de poesia.
São assim os trilhos sem fim.
Boa semana, venha o próximo, paseio e almoço.
Sem imagem de perfil

De 28mota a 20.01.2009 às 23:03

Depois de ter uma manhã baril, ter uma tarde super-baril , parecia ser só possível se de manhã rebentasse uma bomba em Bagdad e à tarde já estivesse rodeado das minhas virgens que me calhariam em sorte. Não foi preciso nada disso não senhor. Foi só necessário encontrar um pessoal suficientemente suicida e não temente, para curtir uma manhã fabulosa com muita lama e chuva para compor À tarde parece que estava contratado um varão com apetrecho, mas não sei se faltou o varão ou o apetrecho, o que sei foi que o conjunto teve de ser à ultima da hora substituído por umas garrafitas, uns bolitos e um fabuloso caldeirão - tinha duas asas e não voava, metro e meio de profundidade e uma promessa de grande surpresa a quem conseguisse visualizar o fundo. Acreditem caros leitores o fundo foi visto sem grande sacrifício , porque o conteúdo do caldeirão não veio dos quintos dos infernos, mas sim directamente da cu-zinha das minhas virgens que continuam pacientemente à minha espera ( vários presentes e ausentes afirmaram que tinha vindo da cu-zinha do Srº Paiva - mas será que ele teria mãos tão maravilhosas para cu-zinhar tamanho manjar dos Deuses? Eu cá não sei, mas que me esforcei ao máximo para atingir o objectivo supremo de ver a parte intima da panela, ninguém pode dizer o contrario.
Penso que com tamanha dedicação à causa e disponibilidade física evidenciada para este tipo de exercício , proponho que façamos 1 por década, se não ficamos a apresentar o preço certo.
PS. Sei que o país ficou em alerta vermelho, por causa da ventania que se previa vir a acontecer no final de tarde e noite de Domingo - felizmente não se verificou muito mais do que grandes fezes e algum granizo . Entretanto o alerta será concerteza levantado.
Sem imagem de perfil

De Rui a 21.01.2009 às 20:42

Mota28 , depois de ler o teu comentário concluí que te passaste. A feijoada era óptima, a companhia excelente e as actividades culturais únicas, mas aquilo não passou de um almoço. Calma meu, da próxima olha para o frasco e não troques as gotas.
Até Domingo!
Sem imagem de perfil

De 218mota a 21.01.2009 às 22:59

Agora sei porque existe pessoal que bebe umas coisas coloridas durante os passeios. Pessoal é sempre um prazer a Vossa companhia, mas Domingo saio de 2ª noite, por isso peço desculpa por não vos torrar a paciência, mas na primeira oportunidade não faltarei.
Sem imagem de perfil

De Sérgio ferreira a 21.01.2009 às 21:14

Eu só vos digo uma coisa . A feijoada era tão tão boa que eu comi tão tão pouco!!!!!!!!
Que já não comi mais nada durante o domoingo.
Foi almoço Lanche e jantar.
obrigado amigo Paiva e Oliveira.
agora contamos com os dois para pedalar porque se andam a baldar muito

Sérgio

Comentar post



Sobre nós

Neste blog um grupo de amigos irão falar das suas vivências tendo como fundo uns passeios de bicicleta. À conquista da natureza, ganhando saúde.

MEO Kanal



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D


Visitantes

Site Meter

Os meus visitantes