Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Agodim - vamos lá voltar a 24 de Maio de 2009

por Trilhos Sem Fim, em 21.05.09

Aproxima-se mais um fim de semana e com ele a manhã de Domingo (24/05/2009), na qual iremos fazer uma ligação rápida entre Agodim e Meirinhas. Cerca de 30 Km.

Será um percurso mais sinuoso que o habitual, dentro da segurança que nos caracteriza.

Saída às 9 horas do já nosso conhecido Clube 7 Arcos de Agodim. Coordenadas: 39°48'33"N   8°43'56"W

Cumprimentos

Rui

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:30

Agodim em 25 de Maio: A aventura foi em Agodim

por Trilhos Sem Fim, em 23.05.08

Neste Domingo 25 de Maio voltámos a Agodim. Tal como previsto, foi um percurso só com descidas, como nos tinham prometido os nativos da zona (Valter, Mota & Companhia).

Saímos do Clube 7 Arcos de Agodim, descemos o trilho por entre as casas e atravessámos o pequeno riacho.

Depois foi sempre a "descer" por aquelas subidas sem fim. "Descemos" uma subida com as bicicletas à mão, tal a quantidade de lama, que não nos permitia ver as botas, tão enterradas estavam. 

Subimos ... subimos e chegámos ao Leão. Sim, há um lugar chamado Leão. Continuámos a subir, mas como as vistas eram boas, parecia que desciamos.

Finalmente chegámos ao ponto mais alto, tão alto que tinha um marco geodésico. Tinhamos chegado ao Feijão. Do Feijão a vista panorâmica era soberba. Conseguiamos avistar o horizonte distante e todas as povoações das redondezas. O Feijão é lindo.

Não podiamos ter subido mais. Depois foi sempre a descer até Agodim.

Os trilhos eram já conhecidos de quase todos. Diria que os "tais" nativos o conheciam como as palmas das mãos. Não percebo como é que esse nativo faz um voo planado sobre uma poça de lama, depois de bater numa árvores que ali estáva há décadas. Muito menos se explica o mortal seguido de enrolamento que o vídeo documenta. Quase diria que foi um dia único. Proponho que seja eleito como o dia do Trilhos Sem Fim. Aquele em que algo de extraordinário aconteceu.

Rui

 

  

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:51

 A manhã de Domingo do dia 15 de Março de 2008 foi totalmente ocupada com a descoberta da beleza natural das terras de Agodim.

Saídos do clube 7 Arcos embrenhamo-nos na floresta com uma subida acentuada em direcção ao lugar de Barracão. Ainda os músculos estavam em repouso quando foram solicitados ao máximo para vencer esse percurso. A satisfação do grupo era tanto maior quanto maior o número daqueles que venciam a subida.
Já no Barracão fizemos uma pequena paragem para recompor energias e cuidar das bikes. O lugar de Barracão é conhecido pela riqueza do seu subsolo em argila. A sua exploração assume um papel relevante na economia local. Para nós, apreciadores da natureza, não deixa de ser chocante ver o ambiente esventrado em benefício do rendimento. Conhecemos e até somos amigos de alguns dos industriais responsáveis pela exploração deste recurso. Recomendamos-lhes que continuem a respeitar o ambiente e que valorizem paisagisticamente os locais de exploração.
Ultrapassadas as “crateras” feitas na natureza em benefício do Homem, voltamos à beleza do campo. As descidas eram escarpadas e as subidas íngremes, reclamaram alguns dos companheiros. As bikes iam à mão tanto a subir como a descer, uma vez porque a descida era perigosa, outra porque a subida era intransponível. Quanto a mim não concordo plenamente, mas que foi um percurso difícil foi. Exigiu muita aplicação e sentido de abnegação.
Chegados ao alto da Serra do Branco ficamos extasiados com a beleza da vista panorâmica sobre as povoações limítrofes. Valeu o esforço, sem dúvida.
A parte mais difícil do “passeio” estava ganha. Depois foi percorrer os trilhos até à pista de freeride de Agodim. Um espectáculo!
Por entre veredas e trilhos estreitos, descemos até à base do monte. Saltámos alguns obstáculos, dobramos curvas acentuadas e alguns de nós, que não eu, até caímos, felizmente sem lesões de maior.
Já no final do percurso fomos presenteados por dois jovens, o Vicyux e o Mathieu, com uma série de saltos espectaculares que podem apreciar no 2º vídeo abaixo. Para eles o nosso agradecimento.
Como em todos os Domingos ficamos satisfeitos com a prestação do grupo e fica desde já a promessa de continuarmos a repetir os encontros a cada semana.
Uma excelente Páscoa.
Rui

 

O vídeo 

 

Os jovens Vicyux e Mathieu de Agodim fazem uma série de saltos para o grupo Trilhos Sem Fim. Fica  nosso agradecimento. 

 

 

 As fotos

 

 As restantes fotos podem ser vista AQUI

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:11


Sobre nós

Neste blog um grupo de amigos irão falar das suas vivências tendo como fundo uns passeios de bicicleta. À conquista da natureza, ganhando saúde.

MEO Kanal



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D


Visitantes

Site Meter

Os meus visitantes