Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



No seguimento de um fim de semana tão glorioso quer dentro como fora de portas (principalmente para os amigos benfiquistas), que melhor forma de o celebrar do que com uma pedalada matinal entre bons amigos? Desta forma, 8 intrépidos ciclistas partiram em direção a Fátima movidos não só pela fé, mas principalmente pela gula.

O nosso trilheiro RM, já com o pensamento em voos mais altos, aproveitou para treinar com a sua bike melhor apetrechada. Ultrapassados com sucesso estes primeiros treinos, na próxima volta irá com certeza querer testar os seus upgrades com farnel para os seus camaradas. Eu não vou faltar.

Falando do passeio em si, não podíamos deixar esta onda de sucessos em claro e resolvemos comemorar a data batizando um novo trilho. Trilho da Bela Vista – Torre, assim será apelidado. E que bela vista nos fornece…

Outro trilho que tem feito as nossas delícias, é o Trilho do Moleiro. Estando o seu fundador presente no nosso grupo de amigos não podíamos, é claro, deixar de o desfrutar uma vez mais. Mas só 1 vez. Não vá o diabo tece-las…

Por fim, e para acabar em grande, regressamos pelo trilho perigoso das fontes. Ainda vai chegar o dia em que aquela curva pareça fácil. Por enquanto, vai-se colocando o pé no chão. Talvez a subir seja mais simples. É só experimentar…

 André Canelas

20170514 fatima

Também em meo Kanal 490904

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:05

Trilhos do Peregrino – Malaqueijo/Fátima

por Trilhos Sem Fim, em 16.09.13

Pelas 6h concentravam-se os TSF participantes na peregrinação Malaqueijo(Santarém)/Fátima no PR. Foram chegando, acondicionando-se as bikes para a viagem e preparando a trouxa. Poucos minutos após a hora combinada faltava um elemento TSF essencial para a Peregrinação. Não sendo hábito, foi necessário fazer um contato telefónico para perceber que o despertador tinha falhado. Numa rápida incursão recolhemos o elemento em falta em sua casa, e seguimos os seis mais os dois motoristas via A1/A15 até Malaqueijo, onde chegamos pelas 7.15h, 5 min antes da hora combinada. Há que agradecer ao Sr. Costa e Malheiro, a disponibilidade no papel de motoristas. Bem hajam!

Com boa disposição, fomo-nos preparando e fomos conhecendo os BTTistas de Malaqueijo que formam chegando (incluindo o Presidente da Junta), que integrou o grupo. Tomado o café, foi tempo de pelas 8horas começarmos a rolar, logo com uma descida, para acelerar a adrenalina.

Podemos logo de início apreciar a paisagem Serrana, com aquela luz matinal. A saída de Malaqueijo aguardava por nós um outro grupo que nos iria acompanhar. Entramos em caminhos de “alcatrão” agrícola, até apanhar um caminho de “alcatrão” ferroviário (antiga linha e comboios), até Santarém (aprox. 17 Km), daí até à Freguesia da Arrifana, e posteriormente Golegã.

Passamos por extensos caminhos de “alcatrão” poeirento, aliás a espessura de um pó finíssimo deveria perfazer os 20/30cm, o que impedia percecionar o caminho por baixo, assim como as valas dos rodados, o que motivou uma queda (a única de toda a volta), sem consequências. Foi como andar sobre algodão doce, não fosse a parte do pó. A determinado momento alguém terá cabeceado D. Sebastião que surgiu no meio do nevoeiro…

Na Golegã podemos apreciar um pouco da prova de Triatlo. O caminho foi muito rolante e relativamente plano, o acumulado foi inferior à maioria das nossas voltas domingueiras, tendo em conta os 103Km feitos, foi baixissimo. Dirão os mais aventureiros que o gozo maior foi efetivamente os 20 km antes de Fátima, já em zona de Serra, em que começou a aparecer a primeira pedra. Que troços fantásticos fizemos.

As subidas eram muito graduais e intercaladas com zonas planas, pouco habitual nas zonas de serra que fazemos.

É normal num grupo extenso registarem-se ritmos diferentes de andamento, o que levou a vários compassos de espera dos que seguiam mais à frente, tempo sempre aproveitado para amena cavaqueira e troca de experiências. Este fato fez com que pelas 15.00h ainda estivéssemos nas imediações de Fátima

As avarias técnicas e furos (2) concentraram-se nos últimos quilómetros, atrasando ainda mais a nossa chegada. Foi necessário devido à quebra de um dropout e desviador, rebocar um Camarada nos últimos 2.5km (lembrar definição do AL sobre esta palavra – que é diferente de Colega),. Pelas 16h, despedíamo-nos dos nossos companheiros de sul, na casa das sandes de leitão em Fátima. E ferrávamos os dentes naquelas sandes tão apetitosas e saciávamos a sede.

Foi necessário chamar o Sr. Helder para buscar a bike avariada e outro biker com compromissos, a Fátima, sendo que os restantes rumaram até Leiria pelos trilhos habituais.

Á que agradecer ao Nuno Gonçalo o convite que nos fez, pois valeu mesmo a pena e no fim ficou a sensação que seria um percurso para repetir.

Em suma muita diversão, trilhos e vistas fantásticas, sombra e sol, lama e pó, trilhos, caminhos e escadarias, só faltou mesmo foi o prometido “alcatrão “, mas também ninguém deu por falta dele.

Boa Semana!


D’Armindo

 

Também em meo Kanal 490904



Quem quiser pode espreitar o Blog dos companheiros do Malaqueijo BTT, em  http://malaqueijobtt.blogspot.pt/

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 12:27


Sobre nós

Neste blog um grupo de amigos irão falar das suas vivências tendo como fundo uns passeios de bicicleta. À conquista da natureza, ganhando saúde.

MEO Kanal


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D


Visitantes = 160.000 +...