Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Trilhos Sem Fim foram à Pia do Urso, outra vez!

por Trilhos Sem Fim, em 11.09.16

Texto: Carlos Máximo em grande produção literária. Resultados dentro de breves momentos...Clicar para ver fotos

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:05

Trilhos Sem Fim e Leiria 360º

por Trilhos Sem Fim, em 10.01.16

Éramos oito, às oito e trinta no Parque Radical, absolutamente cientes de que teríamos de transportar equipamentos de protecção contra a chuva. Que ela ameaçava... Mas isso acabou por ser usado durante pouco tempo.

Treta daqui, léria dali, com propostas várias foi a do Rui G que prevaleceu e foi levada até ao fim apesar de algumas propostas posteriores para desvios eles não foram permitidos devido à tenacidade do propositor.

Já fizemos de tudo. Já percorremos distâncias muito superiores; já fizemos acumulados mais elevados; já tínhamos estado em todos os lugares que hoje percorremos mas nunca tínhamos feito a completa circunvalação à cidade de Leiria com passagem em todas as freguesias periféricas e em algumas um pouco para além dessa linha.

Rui P, Rui P, Cláudio C, Rogério M, Carlos M, Carlos G,  Artur F e Alípio L armaram-se em Fernão de Magalhães do pedal e fizeram a primeira circunvalação a Leiria dos TSF. Uma verdadeira mini-maratona de 360 graus no sentido contrário dos ponteiros do relógio, com cerca de 900 metros de acumulado e um pouco mais de 50 quilómetros.

Estávamos algures em Santa Eufémia quando ocorreu o único amuo do nosso companheiro amuado oficial que logo passou e se deveu a uma pequena cisão no grupo.

Não foram registados nem incidentes nem acidentes. E isso foi muito bom.

Em Regueira de Pontes ficámos a saber que no dia 24 iremos participar num evento lá para os lados da Boa-Vista pelo que já não haverá voltinha aos Mouratos que fica, assim, adiada sine-die.

A última etapa na cervejaria Armando foi cumprida mas curta...

Também  mais uma vez e pela última vez, ficou assente que se não houver maior participação de todos os companheiros a comentar estes textos, deixaremos de ter os MEUS textos até porque são sempre incompletos e precisam de ser completados. Porque quem escreve gosta de perceber que é lido e se nem os que participam semanalmente passam no blogue isso é mau; se passam e não dizem nada é, para mim, ainda pior. Se for assim terá que arranjar-se alguém para me substituir nestas ocasiões...

 Alípio Lopes

Clicar para ver fotos

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:40

Trilhos Sem Fim ao domingo

por Trilhos Sem Fim, em 13.12.15

Hoje fomos um grupo comedido mas incentivado.

As 8.30h eramos 6 trilheiros, mas gozando do estatuto de antiguidade, aguardamos pelas 8.35h pelo 7º (do qual estranhamos a falta e por isso fizemos contato telefónico), antes de colocarmos o pé no pedal.

 

O nosso líder, foi RG, que desafiou que o destino fosse Pombal. Rolamos direção às Olhalvas, e depois paralelos a A1. Passamos Fonte do Oleiro na Boavista, Boavista e tomamos rumo à Raposeira. Neste momento já contávamos com atraso de alguns companheiros menos motivados com aquele destino, e com a possibilidade de o regresso a casa poder ficar para tarde.

Grupo que é grupo, não se separa, por isso foi altura de fazer ponto de situação e por isso logo ali foi assumido fazer coisa diferente. Boa opção pois, mudamos de registo e fizemos imensos singles e descidas que elevaram o nível de adrenalina. Foi uma manhã com técnica qb e diversão associada.

 

Fizemos o Vale do Lapedo, descendo e subindo por diversos dos melhores trilhos.

RL foi presenteando com o conteúdo da sua famosa garrafinha de inox, os demais.

Foi redescoberto o famoso trilho das oliveiras, já falhado a sua descoberta em tentativas anteriores.

O regresso foi feito pelo Padrão, tendo o remate da volta sido a passagem pela Curvachia.

 

Em suma uma manhã onde predominou a velocidade, as descidas animadas e os singles.

A previsão de tempo acertada, livrou-nos da chuva durante toda a manhã.

Chegada pelas 13h, com 800mts d+.

 

Muito bom, para este efeito vale mesmo a pena acordar cedo ao domingo de manhã.

 

Boa semana!

D'Armindo

Clicar para ver fotos

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:46

Trilhos Sem Fim na Rota dos Odores modificada

por Trilhos Sem Fim, em 19.04.15

E, como há dúzia é mais barato, eram estes os trilheiros que se encontravam hoje pelas 8:30 e pelas 12:30 no PR, isto, porque desses doze só onze foram pedalar e, com algumas “rentrées”, um outro veio abençoar a partida e prometer uma pretinha no sitio do costume, mas só quando transpirar e “moer” o corpo para a dita lhe saber bem, e um outro veio com o seu rebento abençoar a chegada… Os restantes decidiram partir rumo á mata dos Marrazes para daí irem fazer a Rota dos Odores desta feita com algumas mudanças o que e diga-se bastante mais atrativa que a versão original…então é assim, e para que fique registado, esta rota tem este nome dado o odor característico proveniente das Suiniculturas existentes na zona, depois de atravessar a Mata dos Marrazes o grupo dirigiu-se ás Chãs onde aconteceu um imprevisto bombástico – tivemos de dar á bomba para reencher um pneu – depois de reposto o ar no sítio foi seguir em marcha de pic nic para o parque de merendas do Ravasco, onde pudemos concluir que… muitas árvores caem por ano naquele parque dado o número de cortes na estrada e mato no chão.

Ultrapassado esse percalço foi hora de rumar em direção á ponte dos sete arcos para depois atravessarmos o ribeiro de Agodim o que sempre nos dá muita satisfação e dar inicio á segunda parte do percurso da volta de hoje que consistiu em arfar logo na primeira á esquerda depois do ribeiro em direção ao trilho do downhill onde alguns de nós se deliciaram a fazer uma pequena parte deste trilho pois o objetivo era continuar a subir e não… descer, até irmos de encontro ao traçado de um passeio ocorrido há alguns meses. Ainda houve tempo para delinear estratégias de como ultrapassar os obstáculos que vão aparecendo.
Continuando a subir ainda tivemos oportunidade de ir fazer alguns trilhos do Lapedo que nesta altura do ano também tem odor… mas a flor. A Rigidez destes trilhos nada tem a ver com a rigidez dos trilhos da primeira parte podendo até pensar que estava numa outra zona qualquer deste nosso Portugal… mas, afinal estava só a pouco mais de meia dúzia de kms.

Risota e cantoria estávamos em Santa Eufémia de lá tirámos o azimute direção Leiria onde nos esperava (quase a todos) uma pretinha fresquinha para repor algumas calorias, visto que é das poucas maneiras em que alguns de nós se atiram á cevada.
Porque a semana é de festa… quinta-feira é dia de noturna…
Boa Semana

Rui Leitão

 

P4190118.JPG

Vista aérea

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:52

VISTA AÉREA AQUI

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 18:23


Sobre nós

Neste blog um grupo de amigos irão falar das suas vivências tendo como fundo uns passeios de bicicleta. À conquista da natureza, ganhando saúde.

MEO Kanal


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D


Visitantes = 160.000 +...