Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Inicio do ano com novos trilhos

por Trilhos Sem Fim, em 08.01.12

É comum dizer-se "ano novo, vida nova", e no nosso caso, foram trilhos novos. Hoje à hora combinada arrancámos do parque radical com a promessa do El GPS nos mostrar novos trilhos, e assim foi.

Arrancámos em direcção à Curvachia e subimos pelo habitual percurso que nos leva à descida do galinheiro, mas ainda não foi hoje que lá voltámos, pois desviámos para a direita em direcção ao lavadouro da Martinela. Nesta descida fizemos um pequeno desvio para observar um novo local de culto do Arrabal, onde está uma enorme cruz. Não deixa de ser um pouco estranho esta infra-estrutura naquele lugar, e desconhecemos do que se trata exactamente.

Chegados ao lavadouro da Martinela, subimos por trilhos novos até ao ponto mais alto de donde se avista todo o Vale de Santa Margarida, na paisagem vê-se à esquerda a torre da igreja do Arrabal e ao fundo, a serra da Senhora do Monte e a Maunça.
A descida foi feita por novos trilhos e em direcção à Parracheira, tendo culminado com a descida de um trilho que promete uns bons momentos de adrenalina, e que vai ter a um outro caminho já nosso conhecido, lembro-me dele num passeio do Freixial e com o chão coberto de canas.
Da Parracheira rumámos para Caldelas, pagando bem caro o prazer das descidas acabadas de fazer. Vencida esta subida, fomos confrontados com uma pequena parte do percurso ainda não explorado pelo nosso GPS, depois de termos decidido descer por trilhos super inclinados que não são para as nossas bikes nem para os nossos esqueletos, descobrimos um óptimo caminho de pinhal para dali sair em direcção a Caldelas, mas esse caminho fica para a próxima, pois hoje descemos com elas à mão e sem cair!
Regressámos a Leiria pelo Lapedo, não sem antes termos parado na fonte dos peregrinos para mudar uma câmara de ar, a minha :(
À chegada a Leiria, fomos agradavelmente surpreendidos pela presença do companheiro Rui G. no seu laranjinha, que nos esperou enquanto fazia fisioterapia ao pé ;-). Põe-te bom, para conheceres mais estes trilhos, que o GPS nos proporcionou. Hoje, nem depois das onze avariou, houve apenas alguns pequenos desvios que foram de reconhecimento, esteve no seu melhor.

O tempo esteve excelente para mais um dia de BTT, e é assim que tem estado sempre, há que aproveitar as oportunidade concedidas pelo São Pedro para conviver e pedalar, por isso, para alguns dos habituais trilheiros que não têm comparecido, deixem-se de desculpas, porque só o Rui G. é que tem dispensa médica.

Podem consultar o trajecto de hoje aqui, já com pequenas correcções.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:19

Visita ao Arrabal em 21DEZ08

por Trilhos Sem Fim, em 21.12.08

Neste Domingo, dia 21 de Dezembro de 2008, partimos à hora combinado do Parque Radical, mas logo nos detivemos no café para acompanhar o Paiva na bebida predilecta e há muito prometida, o delicioso cafezinho. Tomou connosco o café, mas ainda não foi desta que o tivemos na nossa companhia até final do passeio.

Falta de companheiro foi um problema que não tivemos neste dia.  Á partida éramos 22.  
Saboreado o café dirigimo-nos à Curvachia, subimos pelo trilho ladeado de vegetação densa e verificámos a existência de inúmeros javalis, a avaliar pelo número das suas pegadas. Descemos até à estrada do Soutocico e dirigimo-nos ao topo do monte, perto do aviário. Depois foi descer por entre os pinheiros até ao fontanário, evitando as raízes e algumas árvores caídas.
Reunido o grupo, entrámos no novo percurso, orientados pelo Sérgio, como prometido. Gostei de apreciar o velho lugarejo, com meia dúzia de casas rurais. Subimos em direcção ao Arrabal por carreiros largos e por entre vegetação abundante. A pedra húmida e escorregadia aumentava a dificuldade do percurso, facto apreciado por alguns.
Entrámos no Arrabal perto do cemitério, vindos do interior do bosque, mas logo nos embrenhámos no mesmo.
Escolhemos uma clareira na floresta para apreciar o reforço alimentar. Eis que, para surpresa de todos, surgem dois bolos-reis da sacola do Sérgio. O seu bom aspecto aumentou o nosso apetite e confirmámos que o sabor também era óptimo. O GPS redimiu-se dos erros antes cometidos.
O caminho que nos levou até ao Arrabal foi o mesmo que nos trouxe de volta a Leiria. Com as famílias à espera cada um se dirigiu a casa para o prometido almoço.
Como sempre um belo passeio!
Um santo Natal para todos!
Rui
 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:40


Sobre nós

Neste blog um grupo de amigos irão falar das suas vivências tendo como fundo uns passeios de bicicleta. À conquista da natureza, ganhando saúde.

MEO Kanal


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D


Visitantes = 160.000 +...