Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Trilhos Sem Fim e o passeio a Fátima

por Trilhos Sem Fim, em 24.11.14

Cerca de dez minutos depois das oito e trinta, oito foram os trilheiros que desejosos por um banho de chuva e lama arrancaram. Ainda antes do Vidigal, dez ficámos a ser, quando a Paula e o Leonel a nós se juntaram!

Castelo de Ourém, foi a sugestão da Paula, e depois de alguma hesitação, para Ourém recaiu a decisão. Chegados ao Soutocico, os Mourões descemos, para sem quedas pelas escorregadias pedras o Vale Maninho atravessarmos, e já no topo da subida na Chainça nos determos, para a roda do Rogério repararmos.

Repensado o nosso destino, depressa o nosso objectivo alterámos, a Fátima iríamos, para os grandes pastéis de nata degustarmos.

Pela via-sacra dos Valinhos passeámos, e junto ao anjo, uma canção entoámos, e não abandonámos sem antes uma oração rezarmos. A saída da capela, foi já por um trilho de terra, pena foi que tudo isto o Rogério não testemunhou, pois em direcção a umas bombas rumou e o pneu finalmente consertou.

O pasteleiro hoje demorou, e nós por ele esperámos, mas para os pastéis comermos neles soprámos. Enquanto os pastéis arrefeciam, o Cláudio falou do que no dia anterior vira, as impressões 3D de que a empresa CODI do Rui Gaspar fazia.

Era hora de a Leiria regressar para a horas decentes tentar chegar. Depois de uma pausa para o grupo reagrupar, oito passámos a ser, depois do quadro do Rui Leitão proteger, foi aqui que o passeio de hoje começou a interessar!

O single track da pedreira fizemos, assim como outros por onde há muito não passávamos, e como geocachers que somos no Casal Suão duas caches encontrámos. Finalmente tinha começado a chover e talvez por quase não conseguir ver, ao Reguengo do Fétal viemos ter, havia agora que subir às eólicas para até à Torre descer pela vertiginosa descida que ao túnel do IC9 vai ter.

Chegados às Fontes, com o casal Quiaios nos cruzámos, parece que afinal nisto de andar a fazer desporto à chuva, há mais doidos do que os que julgámos. Daí até Leiria, havia que em alto ritmo pedalar, pois nenhum de nós queria, sem o almoço ficar.

Depois dos 60 Km que percorremos, com mais de 1000 m de acumulado, nem cedo, nem secos, nem limpos ao parque radical chegámos, mas mais uma bela manhã de BTT, com amigos, e na qual também muito conversámos, fez com que satisfeitos a casa regressássemos.

 

Cláudio Costa

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:42


10 comentários

Sem imagem de perfil

De Rui Gaspar a 25.11.2014 às 09:19

Constato que o companheiro Cláudio não perdeu o jeito para a crónica desportiva. Foi uma manhã bem húmida e com muita fé, fé na metereologia, fé nos pastéis de nata, fé nos trilhos, fé na hora de chegar e fé nas graças de Nª Sª de Fátima e nos milagres dos pastorinhos. Menos fé teve o RP que se pôs a andar para chegar ao PR antes da uma e teve razão porque eram quase 14,00 horas quando cheguei a casa  bem encharcado.

 
Sem imagem de perfil

De Rogério Monteiro a 25.11.2014 às 09:57

Muito bem Cláudio, não tinha conhecimento dessa tua veia poética.
Sem imagem de perfil

De Nuno Gonçalo Santos a 25.11.2014 às 10:09

Diverti-me quase tanto a ler o texto, como no pedalar da manhã de Domingo. Excelente relato, Cláudio. A manhã, embora com atrasos, chuva e lama, não deixou de ser espetacular. Que todas as minhas manhãs fossem assim!
Para a semana pedalarei mas no Ribatejo.
1 Abraço de boa semana a todos.
Sem imagem de perfil

De José Cardinhos a 25.11.2014 às 10:38

Muito bem Cláudio, realmente este grupo tem características muito especiais, a começar pelo relatores, excelente essa veia poética.
No meio disto tudo, eu passei estes dias a vê-los passar, raio de abcesso dentário que me havia de aparecer, é sempre mau, mas esta semana foi horrível, perdi alguns eventos que eu queria tanto estar presente. Fico há espera de melhores dias.
Vejo que foi uma boa volta, divertida, com algumas avarias e uma grande molha, tudo isto faz parte do BTT, no fim tudo terminou bem, que é como deve ser.
Boa semana.
Imagem de perfil

De fernandocaseiro a 25.11.2014 às 14:32

exceente manhã muito bem passada como diz o rui gaspar uma manha de muita fé pois os enganos foram mais que muitos e ainda estivemos meia hora a embrulhar o quadro do rui leitão que estava a ser comido por um cabo de travão e depois ainda houve tempo para fazer 2 caches enfim uma manhã á TSF que acabou com uma valente molha,podia passar a manhã na caminha mas não era a mesma coisa 
Sem imagem de perfil

De Rui L a 25.11.2014 às 22:49

grande Cláudio Costa ...tudo o que me vem a mente a rimar como isto é tudo menos o que gostava de dizer em relação ao texto e á manhã passada...

se quiserem um conselho... não brinquem com o anjo que ele tem poderes!!!!


ahahha... grande grupo!!!
Sem imagem de perfil

De Rui P a 26.11.2014 às 00:30

Foi, sem dúvida mais uma manhã bem passada, em boa companhia.
Adorei a forma do texto do nosso repórter O oriente perturbou-lhe as ideias e após a acalmia dos ares do litoral ficou melhor que antes. Parece que ao Camões aconteceu o mesmo.
Já que todos alinharam nos momentos literários, recordo o vídeo do primeiro congresso gastronómico TSF nos idos 2009.
http://youtu.be/Am_ik04-Ops (http://youtu.be/Am_ik04-Ops)

Proponho que no próximo congresso se repita o momento literário.

Artistas já temos!


Sem imagem de perfil

De Cláudio Costa a 26.11.2014 às 11:24

Companheiros, muito obrigado, mas não se iludam, isto só me dá as vezes :-), foi para variar...
Gostei de ver o vídeo do almoço de 2009, e lembro-me que quando foi feito este almoço, eu tinha começado a andar com vocês à muito pouco tempo, e lembro-me de não me achar digno de me "meter" neste almoço, foi por esta altura que tive a sorte do Grazina e do Máximo me trazerem para este belo grupo de amigos, os TSF's .
Sem imagem de perfil

De DArmindo a 26.11.2014 às 09:07

Bom relato Cláudio! A forma como encadeaste o texto e as ideias, está efetivamente fenomenal.
Doravante terei de ser menos assíduo, às incursões TSF, mas o que interessa é usufruir quando possível, e ir acompanhando todas estas aventuras e desventuras.
Boa semana!

 
Sem imagem de perfil

De Leonel a 28.11.2014 às 10:10

Parece que o Cláudio trouxe uma espécie de vírus poético lá do estrangeiro, ou a coisa correu muito bem por lá,....vamos lá saber,...,....também pode ter sido do pastel de nata em forma de coração,...quentinho,... Na verdade apresentou um excelente relato e é o que interessa! Bem ao nível deste grupo maravilha e dos bons momentos que passamos juntos, hehe  


Até Domingo!

Comentar post



Sobre nós

Neste blog um grupo de amigos irão falar das suas vivências tendo como fundo uns passeios de bicicleta. À conquista da natureza, ganhando saúde.

MEO Kanal


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D


Visitantes = 160.000 +...