Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




PASSEIO DO BOLINHO

 

O céu estava cinzento, ameaçava chover, ainda assim 16 corajosos compareceram pelas 8.30h no PR.

A proposta hoje era de fazer o percurso, que alguns TSF tinham feito na última 5ª feira à noite, direção ao Alqueidão.

Já na estrada de S. Romão, em ritmo de passeio, formaram-se logo os pequenos grupos habituais de conversa, trocam-se umas impressões e experiências, a que se junta a deste e a daquele, e é também isto que o domingo de manhã tem de bom.

Saímos de estrada, porque isto não é só “paleio”, e começamos a subir, num caminho que habitualmente fazemos a descer.

Alternando entre estrada e caminhos num ápice chegamos ao Alqueidão, agora o rumo era Reguengo do Fetal. O cinzento que ameaçava com uns pingos, foi dando tréguas, e havia que aproveitar a “genica” que o grupo levava. Chegamos ao Reguengo pelas 10.30h quando, alguém cujo nome não vou referenciar, sob pena de haver represálias de algum BTTtista participante sobre a pessoa em causa… visto que é diretor desta organização… oops!, sugeriu na subida à pedreira, que fizéssemos uma subida que existia por ali à direita…”num caminho por detrás daquela casa amarela”. Muito bem ninguém se negou, não sem antes de acordo com a sugestão de uns TSF mais experientes, que se fizesse ali uma pausa para um reforço… que bem que soube. Houve vitamina B (B de bolinho), patrocinado pelo RG, como lembrança da data que se comemorou no último 1 de novembro feriado. Não deu no entanto para acompanhar com nenhum “Xeltox”, visto que os aguadeiros oficiais não compareceram hoje… RL, HB e QS, voltem pois estão perdoados!

Pausa feita, tínhamos que pôr o pé no pedal. Subimos, subimos, subimos…e subimos e quase que esgotávamos ali o acumulado dos 900m de hoje… chegados aos aerogeradores um momento de pausa, retemperamos forças e soube bem sentir mais aquele obstáculo ultrapassado.

Corte à direita… uma descida fantástica, tivemos tempo para reparar uma avaria técnica colocando uma câmara de ar, onde outrora havia tubeless e estávamos na pedreira do Reguengo, onde houve a oportunidade de presenciar um momento de muito “savoir-faire” do HM, na descida até ao Reguengo. Quando tudo apontava para um encontro imediato com uma carrinha de grandes dimensões, tal como um coelho, e 2 saltos permitiram umas mudanças de trajetória e evitaram o pior.

Houve ainda tempo para uma passagem pela nascente do Rio Lis, e rumamos para o PR onde chegamos pelas 12:30h, com quase 50km.

Em suma uma ótima manhã de BTT, …sem chuva.

Boa semana!

D’Armindo

  Também em meo Kanal 490904

Tags:

publicado às 19:53


16 comentários

Sem imagem de perfil

De Pedro Santos a 04.11.2012 às 20:50

Volta fenomenal! Ainda por cima com um dia previsto de chuva em cima! Ainda bem que levantei o corpinho de manhâ! Viva o espirito deste grupo que mostra como é guerreiro! Se podia estar na cama? Podia... mas não era a mesma coisa!!! Bem haja!!

Comentar post



Sobre nós

Neste blog um grupo de amigos irão falar das suas vivências tendo como fundo uns passeios de bicicleta. À conquista da natureza, ganhando saúde.


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Visitantes =



Últimas voltas

Activities for Trilhos Sem Fim (Cláudio)

arquivo TSF no komoot


Coleção de Single Tracks que adoramos fazer


Países Ciclados

Create your own visited countries map or check out the JavaScript Charts.


Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2014
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2013
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2012
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2011
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2010
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2009
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2008
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D