Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Sexta-feira Santa, desde pequeno que sei que chove. Hoje choveu, e muito.  Eram seis os trilheiros que nem sequer têm que ser chamados de corajosos mas simplesmente não se amedrontaram nem com o tempo nem com a família…

Rumámos em direcção ao Vale Maninho, passámos por Vale de Quedas (valas, capacetes abertos e sustos grandes…) e trepámos a famosa subida da Pedreira no Reguengo do Fétal. Antes de chegarmos à Pedreira o Belmiro teve que abandonar-nos pois a empresa onde trabalha emitiu um SOS e, está bem de ver, zarpou. Ainda há malta com muito que fazer, é bom! Chegámos à Pia onde tivemos um encontro com dois outros destemidos praticantes do Btt com quem trocámos algumas impressões tendo o nosso eficiente repórter registado o momento em fotografia.

No café da Pia desmanchámos um bolo feito ontem pelo nosso amigo Cardinhos e que pode ser consumido por qualquer diabético sem problema algum de elevar os níveis de glicemia em demasia. Parabéns ao pasteleiro por tão bem ter doseado os açúcares mantendo elevados os níveis de sabor. O Rui Leitão obsequiou-nos com umas ginjas de comer e chorar por mais e ofereceu um néctar de Trancoso daqueles que dão para aquecer um morto.

Quando saíamos da Pia, na Zona de São Mamede, o nosso amigo Pedro Santos preparava-se para nos abandonar, e para ficar em casa do irmão para almoço, quando nos convidou para tomarmos um chá quente, e que chá!! (alecrim, cidreira e mel, uma delícia) em casa do irmão. Ao percorrermos um caminho normalíssimo de pinhal, eis senão quando, um Drop-Out com desviador e tudo ficaram feitos num oito devido a um tojeiro que se enrolou indevidamente nos mesmos. Era eu, que só nos limites consegui retirar os pés dos encaixes sem cair. Desviador e drop-out retirados não havia possibilidade alguma de pedalar. Valeu que o Pedro chamou o irmão que o foi recolher juntamente com a minha bicicleta e me cedeu a sua Giant de 15 quilos (!!!) para seguir viagem até ao Parque Radical. Para além do prejuízo e da alegria que irá ter quem me vai reparar a bicicleta, correu tudo na maior. Serviu também para perceber que nem sempre esperamos pelo Pedro Santos nas subidas como a do Reguengo do Fétal: Nós esperamos é pela bicicleta do Pedro, o que é completamente diferente.

Manhã magnífica, pese embora o incidente, com chegada a casa absolutamente encharcados em todas as zonas susceptíveis de encharcamento, particularmente abaixo da cintura. Acima, estávamos todos devidamente protegidos. Facto digno de registo é que foi estreado um casaco ligeiríssimo corta-vento e impermeável (sim, impermeável!!) transpirável, extremamente leve e que recomendo desde já para transportar sempre na mochila. Não é sequer dispendioso (39) e é da marca Onda.

Mais uma vez a única coisa que me correu mal foi a ausência do David Armindo que me obriga a escrever e a ficar exposto a julgamento…

Para terminar dizer que se há quem tenha medo do tempo húmido, como muitos de nós já tivemos, só tem é que experimentar e nunca parar por forma a arrefecer. No fim, quando tomamos o merecido e esperado duche quente, pensamos sempre: Valeu a pena e durante uma manhã inteira nem sequer pensámos no que quer que fosse que se parecesse com stresse, somente ultrapassar e superar obstáculos, que por vezes são bem duros de roer.

Se ainda não repararam, a pedido no nosso amigo Artur Fernandes, os nomes foram todos mencionados e não houve recurso a iniciais. Quem não gostar que diga…

Alípio Lopes

Também em meo Kanal 490904

Tags:

publicado às 18:48


Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Sobre nós

Neste blog um grupo de amigos irão falar das suas vivências tendo como fundo uns passeios de bicicleta. À conquista da natureza, ganhando saúde.

MEO Kanal


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D


Visitantes = 160.000 +...