Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Trilhos do Peregrino – Malaqueijo/Fátima

por Trilhos Sem Fim, em 16.09.13

Pelas 6h concentravam-se os TSF participantes na peregrinação Malaqueijo(Santarém)/Fátima no PR. Foram chegando, acondicionando-se as bikes para a viagem e preparando a trouxa. Poucos minutos após a hora combinada faltava um elemento TSF essencial para a Peregrinação. Não sendo hábito, foi necessário fazer um contato telefónico para perceber que o despertador tinha falhado. Numa rápida incursão recolhemos o elemento em falta em sua casa, e seguimos os seis mais os dois motoristas via A1/A15 até Malaqueijo, onde chegamos pelas 7.15h, 5 min antes da hora combinada. Há que agradecer ao Sr. Costa e Malheiro, a disponibilidade no papel de motoristas. Bem hajam!

Com boa disposição, fomo-nos preparando e fomos conhecendo os BTTistas de Malaqueijo que formam chegando (incluindo o Presidente da Junta), que integrou o grupo. Tomado o café, foi tempo de pelas 8horas começarmos a rolar, logo com uma descida, para acelerar a adrenalina.

Podemos logo de início apreciar a paisagem Serrana, com aquela luz matinal. A saída de Malaqueijo aguardava por nós um outro grupo que nos iria acompanhar. Entramos em caminhos de “alcatrão” agrícola, até apanhar um caminho de “alcatrão” ferroviário (antiga linha e comboios), até Santarém (aprox. 17 Km), daí até à Freguesia da Arrifana, e posteriormente Golegã.

Passamos por extensos caminhos de “alcatrão” poeirento, aliás a espessura de um pó finíssimo deveria perfazer os 20/30cm, o que impedia percecionar o caminho por baixo, assim como as valas dos rodados, o que motivou uma queda (a única de toda a volta), sem consequências. Foi como andar sobre algodão doce, não fosse a parte do pó. A determinado momento alguém terá cabeceado D. Sebastião que surgiu no meio do nevoeiro…

Na Golegã podemos apreciar um pouco da prova de Triatlo. O caminho foi muito rolante e relativamente plano, o acumulado foi inferior à maioria das nossas voltas domingueiras, tendo em conta os 103Km feitos, foi baixissimo. Dirão os mais aventureiros que o gozo maior foi efetivamente os 20 km antes de Fátima, já em zona de Serra, em que começou a aparecer a primeira pedra. Que troços fantásticos fizemos.

As subidas eram muito graduais e intercaladas com zonas planas, pouco habitual nas zonas de serra que fazemos.

É normal num grupo extenso registarem-se ritmos diferentes de andamento, o que levou a vários compassos de espera dos que seguiam mais à frente, tempo sempre aproveitado para amena cavaqueira e troca de experiências. Este fato fez com que pelas 15.00h ainda estivéssemos nas imediações de Fátima

As avarias técnicas e furos (2) concentraram-se nos últimos quilómetros, atrasando ainda mais a nossa chegada. Foi necessário devido à quebra de um dropout e desviador, rebocar um Camarada nos últimos 2.5km (lembrar definição do AL sobre esta palavra – que é diferente de Colega),. Pelas 16h, despedíamo-nos dos nossos companheiros de sul, na casa das sandes de leitão em Fátima. E ferrávamos os dentes naquelas sandes tão apetitosas e saciávamos a sede.

Foi necessário chamar o Sr. Helder para buscar a bike avariada e outro biker com compromissos, a Fátima, sendo que os restantes rumaram até Leiria pelos trilhos habituais.

Á que agradecer ao Nuno Gonçalo o convite que nos fez, pois valeu mesmo a pena e no fim ficou a sensação que seria um percurso para repetir.

Em suma muita diversão, trilhos e vistas fantásticas, sombra e sol, lama e pó, trilhos, caminhos e escadarias, só faltou mesmo foi o prometido “alcatrão “, mas também ninguém deu por falta dele.

Boa Semana!


D’Armindo

 

Também em meo Kanal 490904



Quem quiser pode espreitar o Blog dos companheiros do Malaqueijo BTT, em  http://malaqueijobtt.blogspot.pt/

Tags:

publicado às 12:27


10 comentários

Sem imagem de perfil

De Cláudio Costa a 16.09.2013 às 14:48

Foi um excelente dia de BTT, eu bati dois records pessoais, o de fazer tantos Km sem beber uma cerveja, e o de fazer 116Km seguidos, os restantes companheiros que chegaram a Leiria fizeram 125Km. o meu GPS regista um acumulado de 1350m até ao Arrabal.


Os BTTistas de Malaqueijo, revelaram-se excelentes companheiros, malta simpática, bom espírito de camaradagem, e bons tracks de "alcatrão" Image. Ficou decidido que teremos de os convidar oportunamente para dessa vez arrancarmos de Leiria e podermos mostra-lhes alguns dos bons trilhos que por cá temos.


Obrigado aos dois Pais que se levantaram cedo para nos levar, e em especial ao meu, que teve de alterar o seu programa de Domingo à tarde para ir ter connosco a Fátima ao fim da tarde. Mas eu conheço-o e sei que o faz com gosto.
Sem imagem de perfil

De Cláudio Costa a 16.09.2013 às 22:01

Ainda não fiz o upload do vídeo , pois estou à espera do filme dos companheiros de Malaqueijo para editar o vídeo final.
Sem imagem de perfil

De Helder malheiro a 16.09.2013 às 23:03

Foi um dia em grande...fartei-me de pedalar e ao fim mais de 100 kms a minha bike continua a insistir em "morrer nas subidas".
Belíssimos trilhos e excelente camaradagem.
Valeu bem a pena!
Sem imagem de perfil

De ALopes a 16.09.2013 às 23:35

Irra que só no dia do meu casamento me lembro de ter sido tão fotografado e filmado. Pessoal, já sabem como ficar em muitas fotos. A parte chata e que podia ter sido mesmo mau. A malta conclui que foi um dia em cheio e eu completo: E CHEIO!!!! E, \"ademas\", aviamos umas sandochas de Leitao absolutamente deliciosas. E até o logo do estabelecimento em Fátima era constituído por um jovem primo afastado do nosso amigo RL a montar uma Bike!!!
Imagem de perfil

De ACLopes a 17.09.2013 às 06:59

Faltou ao David referir uma máxima (que aprendi em inglês) e senti no exacto momento em que ia a ser empurrado por ele e pelo Rogério e que diz o seguinte: NINGUÉM É PERFEITO; MAS UMA EQUIPA PODE SÊ-LO. De facto com esta camaradagem é difícil ter problemas irresolúveis.
Sem imagem de perfil

De DArmindo a 17.09.2013 às 08:58


Alípio Image.

Foi um ótimo dia de BTT. Aprendi que numa saída destas devemos ir sempre preparados para o pior dos cenários, mesmo que a previsão fosse de 85Km de "alcatrão". Isto é levar muita água (felizmente não faltou) e comida adicional. Obrigado Hélder e Cláudio pela 1/2sandes e barrita.
Sem imagem de perfil

De José Cardinhos a 17.09.2013 às 15:05

São uns malandros, a mergulhar o Alípio no alguidar da farinha!!! Coitado do rapaz!!! Vejo que ando a perder excelentes momentos, já não digo andar de bicicleta, mas outros...
Um abraço, um destes dias apareço.
Sem imagem de perfil

De Nuno Gonçalo Santos a 17.09.2013 às 15:40

Caro amigo Cardinhos,

Em próximos convívios com a malta do Malaqueijo BTT (perspetiva-se que possam haver mais) será "Convidado de Honra", quer seja a pedalar ou não. 1 Grande abraço e votos de rápidas melhoras, para o podermos ter connosco o mais breve possível.
Sem imagem de perfil

De José Cardinhos a 17.09.2013 às 22:21

Obrigado Nuno, aceitarei de bom grado esse convite. Um abraço e boas pedaladas.
Sem imagem de perfil

De DArmindo a 20.09.2013 às 12:08


Já é possível ler a crónica dos companheiros de MalaqueijoBTT - basta clicar no link acima.

Comentar post



Sobre nós

Neste blog um grupo de amigos irão falar das suas vivências tendo como fundo uns passeios de bicicleta. À conquista da natureza, ganhando saúde.


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Visitantes =



Últimas voltas

Activities for Trilhos Sem Fim (Cláudio)

arquivo TSF no komoot


Coleção de Single Tracks que adoramos fazer


Países Ciclados

Create your own visited countries map or check out the JavaScript Charts.


Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2014
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2013
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2012
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2011
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2010
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2009
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2008
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D