Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Não há memória de haver ajuntamento de tanta gente disponível para pedalar e enfrentar as dificuldades inerentes a quem desafia a Maunça. Saímos mais de uma vintena do Parque Radical um pouco depois das oito e trinta. Havia que pôr a conversa em dia e inesperadamente juntaram-se velhos companheiros com novos aspirantes a trilheiros e, até, convidados. Um grupo assim partia-se frequentemente pois os ritmos eram muito diversos e tal era óbvio e natural. Já quando se tratou de “serrar presunto” havia muito mais homogeneidade e hoje aconteceu uma daquelas iniciativas de que só a nossa amiga Cristina Fernandes é capaz. No topo do nosso mundo, com uma paisagem incomparável e um vento desconfortável, às onze horas, conforme combinado, surgiu a Cristina á boleia do Rui Gaspar (que tem a bicicleta em processo de troca e não pedalou) com um delicioso bolo que confecionou enquanto percorremos os trilhos, hoje tremendamente escorregadios da Curvachia, Vale Maninho ate à Maunça. Já tinham ocorrido pequenos percalços, incluindo os furos da praxe, mas enquanto esperávamos pela Cristina e pelo Rui o Belmiro aproveitou para ajustar e partir o drop-out da bike que estava a estrear. Não foi possível reparar a avaria e aproveitou-se a boleia do laranjinha do Rui para resolver o problema, mas o Belmiro acabou por regressar a pedalar na bike do Dani, que regressou mais cedo ao Parque Radical. Ainda durante a pequena paragem houve um pequeno e espontâneo work-shop sobre plantas aromáticas da serra. Ao passarmos pelas Fontes houve pequeno recreio com vários de nós a repetir uma descida que outros não arriscaram sequer fazer. Um bom exemplo da elevada heterogeneidade do grupo. Também houve tentativas diversas em fazer a subida mas a humidade e piso escorregadio não permitiram que obtivessem sucesso. Chegámos mais cedo do que e habitual e houve quem tivesse ido ainda subir o morro da Senhora da Encarnação, para percorrerem o magnífico trilho descendente. Prá semana haverá mais; se não chover pode ser mau para os nabos mas será agradável para nós...

Alipio C. Lopes

Também em meo Kanal 490904

Atenção: vídeo com linguagem inadequada que pode ferir suscetibilidades

 

Tags:

publicado às 22:59


Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Sobre nós

Neste blog um grupo de amigos irão falar das suas vivências tendo como fundo uns passeios de bicicleta. À conquista da natureza, ganhando saúde.

MEO Kanal


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D


Visitantes = 160.000 +...