Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Não há memória de haver ajuntamento de tanta gente disponível para pedalar e enfrentar as dificuldades inerentes a quem desafia a Maunça. Saímos mais de uma vintena do Parque Radical um pouco depois das oito e trinta. Havia que pôr a conversa em dia e inesperadamente juntaram-se velhos companheiros com novos aspirantes a trilheiros e, até, convidados. Um grupo assim partia-se frequentemente pois os ritmos eram muito diversos e tal era óbvio e natural. Já quando se tratou de “serrar presunto” havia muito mais homogeneidade e hoje aconteceu uma daquelas iniciativas de que só a nossa amiga Cristina Fernandes é capaz. No topo do nosso mundo, com uma paisagem incomparável e um vento desconfortável, às onze horas, conforme combinado, surgiu a Cristina á boleia do Rui Gaspar (que tem a bicicleta em processo de troca e não pedalou) com um delicioso bolo que confecionou enquanto percorremos os trilhos, hoje tremendamente escorregadios da Curvachia, Vale Maninho ate à Maunça. Já tinham ocorrido pequenos percalços, incluindo os furos da praxe, mas enquanto esperávamos pela Cristina e pelo Rui o Belmiro aproveitou para ajustar e partir o drop-out da bike que estava a estrear. Não foi possível reparar a avaria e aproveitou-se a boleia do laranjinha do Rui para resolver o problema, mas o Belmiro acabou por regressar a pedalar na bike do Dani, que regressou mais cedo ao Parque Radical. Ainda durante a pequena paragem houve um pequeno e espontâneo work-shop sobre plantas aromáticas da serra. Ao passarmos pelas Fontes houve pequeno recreio com vários de nós a repetir uma descida que outros não arriscaram sequer fazer. Um bom exemplo da elevada heterogeneidade do grupo. Também houve tentativas diversas em fazer a subida mas a humidade e piso escorregadio não permitiram que obtivessem sucesso. Chegámos mais cedo do que e habitual e houve quem tivesse ido ainda subir o morro da Senhora da Encarnação, para percorrerem o magnífico trilho descendente. Prá semana haverá mais; se não chover pode ser mau para os nabos mas será agradável para nós...

Alipio C. Lopes

Também em meo Kanal 490904

Atenção: vídeo com linguagem inadequada que pode ferir suscetibilidades

 

Tags:

publicado às 22:59


6 comentários

Sem imagem de perfil

De Cláudio Costa a 11.11.2013 às 15:41

Hehehe, gostei da chamada de atenção sobre o filme! pois é Rui, para não metermos música com direitos de autor temos de meter autores com direito a cantar qualquer música :-)
Sem imagem de perfil

De Rui P a 11.11.2013 às 18:53

Isto dos direitos de autor tem que se lhe diga. O video dos castelos já tem mensagem de direitos e como tal fica bloqueado nalguns países.
Em relação aos "discursos" do repórter e não só, de futuro, em vez da linguagem vernácula tem que se optar pela celestial... Caso contrário haverá censura.
eheheh
Image

Comentar post



Sobre nós

Neste blog um grupo de amigos irão falar das suas vivências tendo como fundo uns passeios de bicicleta. À conquista da natureza, ganhando saúde.


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D


Visitantes = 160.000 +...



Últimas voltas

Activities for Trilhos Sem Fim (Cláudio)

Países Ciclados

Create your own visited countries map or check out the JavaScript Charts.