Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Que lindo dia de sol! O ânimo estava em alta.

Após anterior discussão no forúm relativamente a hora da saída, esta continuou a manter-se marcada para as 8.30h. Por esse motivo à hora combinada o grupo de 16 trilheiros participantes na volta de hoje estava formado.

O grupo seguiu pela estrada das Cortes, cortando pouco depois à direita, por trilhos já conhecidos. O objetivo era Porto de Mós e a ciclovia da Bezerra, mesmo tendo partido à hora usual. Assim foi e em bom ritmo fizemos um percurso na sua maioria ascendente. Tivemos possibilidade de fazer trilhos da maratona do centro, mesmo que em sentido contrário… Muito bom! O calor apertava e ia sendo tempo de ir tirando alguma roupa em excesso.

Num instante estávamos às portas de Porto de Mós. Rumamos em direção ascendente até à ciclovia, até termos perdido temporariamente o nosso repórter fotográfico. Na chegada à ciclovia, lá estava nosso homem… que rápido.

A meio da ciclovia encontramos uma travessia da pista de downhill da prova nacional. Foi pretexto para uma paragem e fotos. Mais à frente nova paragem, mas agora para degustarmos o bolo de quilo oferecido pelo Alípio, no sítio do Elias, acompanhada por uma ginginha da boa.

A partir desse momento foi a aproveitar as descidas e a adrenalina da velocidade. Num ápice estávamos na base da serra, junto da logística da prova de downhill. Podemos parar uns minutos para apreciar as vistas, as máquinas e o staff, e que staff…

Deixamos o Pedro em Porto de Mós, a caminho de Mira d’Aire. Seguimos para Leiria sempre a rolar aproveitando os trilhos e estradões descendentes. Alípio escolheu em determinado ponto caminho alternativo...

Pelas 12.40h estávamos de volta ao PR. Com perto de 60Km de distância percorrida, e 1000m de acumulado.

Vislumbramos ainda o carro do Cláudio Costa no PR, e questionamo-nos pois a sua falta foi sentida na volta de hoje.

Foi uma ótima volta, com condições atmosférica que não tínhamos há muito. O próximo domingo promete a este nível. Aproveitemos então.

Boa semana!
D’Armindo

Vista aérea do percurso AQUI 

Também em meo Kanal 490904

publicado às 19:21

Trilhos Sem Fim - passeio de domingo 7 de abril

por Trilhos Sem Fim, em 07.04.13

A dois meses do início da peregrinação a Santiago de Compostela, que alguns elementos TSF irão realizar, havia a necessidade de fazer algumas subidas, até porque havia quem se queixasse que tem comido demais e que necessita de queimar o excesso…

No PR pelas 8.30h um grupo de ciclistas junta-se aos TSF.

A caminho das Fonte do Rio Lis, contam-se cabeças e eramos 19 trilheiros ao todo. Corrigindo, 18 trilheiros e 1 trilheira. As condições climatéricas foram favoráveis durante toda a manhã. O grupo alongado dirigiu-se para o Reguengo do Fetal (RF), com o objetivo de realizar o PR3 em direção à Pia do Urso. Assim foi, sendo que perdemos 2 dos elementos antes de chegar a esta vila de passagem, um por avaria técnica e outro por opção.

Passamos o Vale das Quedas, desta feita pela esquerda, visto que íamos em sentido ascendente.

Já após a pedreira do RF, juntou-se a nós um BTTista da Jardoeira – Batalha. O terreno esteve com condições favoráveis para a prática da modalidade, com pedra seca e sem lama.

Tudo correu bem, até à quase chegada à Pia, em que o entusiasmo e a velocidade, associada às condições em que se encontram alguns trilhos, propiciaram um acidente com o Cláudio. Na passagem por uma árvore (elástica), que pendia sobre o trilho, a mesma foi largada vindo embater no Cláudio, que se deslocava a grande velocidade no sentido inverso. As consequências podiam ter sido piores, mas no fim ficamo-nos pelo susto visto não ter havido grandes (aparentes) danos físicos para o Cláudio, nem mecânicos para a Bike. Há a lamentar o rasgo no equipamento, que muito pesou ao dono.

Há a salvaguarda que desta vez havia um médico junto de nós, que rapidamente realizou um diagnóstico sumário e favorável, após uma apalpação ao colega… dando-lhe alta para continuar a pedalar.

Já na Pia procedemos ao ritual do costume, sendo que se não houve água dos céus, também não houve daquela que os nossos aguadeiros costumam trazer. Ficamo-nos pela banana, café e pastel de nata.

O regresso foi feito pelo “trilho do pisco”, para testar a evolução técnica dos TSF, direção ao RF. Foi no RF que o grupo se separou por minutos sendo que alguns optaram pela descida habitual da pedreira e outros por um trilho adjacente.

O regresso ocorreu sem incidentes, mesmo na passagem pelo Vale das Quedas, desta feita pela direita no sentido descendente. A registar apenas mais uma queda sem consequências do David, num trilho antes de chegar ao Vidigal.

A altimetria é-me informação desconhecida… e estimo que se tenha percorrido alguns quilómetros acima dos 50. Agradeço a quem possa complementar essa informação.

A destacar a visita do Gil e herdeiros, que nos aguardavam no regresso ao PR para nos cumprimentar. Ficou no ar a promessa de regresso do Gil após umas confirmações do foro médico. Bem hajam!

Boa semana!

D’Armindo

 

Tags:

publicado às 21:11

Pág. 2/2



Sobre nós

Neste blog um grupo de amigos irão falar das suas vivências tendo como fundo uns passeios de bicicleta. À conquista da natureza, ganhando saúde.

MEO Kanal


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D


Visitantes = 160.000 +...