Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Leiria 360º v2

por Trilhos Sem Fim, em 12.01.21

Dizem que este é o 845º Post, deste magnífico e melhor Blog, de BTTistas, de um grupo maduro da Região de Leiria.

Maduro não pela idade dos participantes habituais, mas pelo tempo (anos) de existência…

Muitas aventuras, muitas voltas (domingueiras e noites de quinta-feira) e travessias, tendo em comum a amizade... e em que se espera sempre pelo“último”… sempre que não nos esquecemos! ... 😊.

 

Não obstante o atual período que se vive, e das restrições impostas, seguindo as recomendações da DGS, repetimos a façanha neste domingo.

Estava frio, muito frio! A solução foi duplicar tudo o que era equipamento… 2 pares de meias, 2 pares de luvas. Depois experimentar inovações como “flaps”, equipamentos GORE TEX XPTO… Mas o frio só se fez sentir nos primeiros minutos…

 

Apesar da ideia não agradar a todos, prevaleceu na maioria o bom senso, tendo em conta a indicação de não sair do concelho, optamos por refazer um percurso, feito uma única vez, no dia 10.01.2016 – “Leiria 360º”. Como se apreende consiste em circunscrever Leiria, numa volta com uma extensão de aprox. 50km – passando pelas freguesias circindantes à cidade.

Fazia precisamente, este domingo 10.01.2021, 5 anos!

O nosso “FlapMan” adormeceu, pelo que a opção foi começar a pedalar ao encontro deste companheiro, para não atrasar a hora de saída.

Na entrada da Curvachia deu-se o encontro, e também aqui a alteração do percurso. Como as sugestões de mudança foram sendo feitas pelo nosso RG, mentor do percurso à 5 anos, fomos aceitando o novo traçado, que passava agora por trilhos que naquela altura ainda não existiam. Tendo consciência do período que passou entre as 2 voltas vamos percebendo as diferenças, como muitos estradões passaram a ser estradas, singles foram alargados… mas também a surpresa de refazer caminhos que não eram feitos por nós à muito!

A configuração final da volta ficou interessante, a distância maior e altimetria menor relativamente à referência original.

 Alguns telefonemas recebidos, originaram atrasos e separação dos pedalantes, o que atrasou um pouco a volta. No aproximar da hora de almoço, pelos compromissos de cada um, em 2 fases diferentes o pequeno grupo reduziu mais.

Mas tínhamos que cumprir os 360º prometidos, e assim os resistentes na versão 2 desta ideia, cumprimos o estipulado!

 

Desta feita, sem os electrolitos,

que antes faziam parte integrante do remate da volta,

partimos, cada um para os seus lares,

com um sorriso no rosto, e vontade de voltar!

Boa semana a todos… e o resto veremos e faremos,

Com base nas regras que o nosso governo ditar. 

 

D'Armindo

 

Leiria 360º v2

 

publicado às 11:19

O primeiro domingo de 2021, tinha de começar como mais gostamos, com uma bela manhã de BTT, sem chuva e com frio que chegue, para alguns…

É novo ano, e depois das estatísticas de 2020 já publicadas nas redes sociais, depois de todos nós já termos estabelecidos metas e objectivos mais ambiciosos para 2021 – mesmo que saibamos à partida que jamais os concretizaremos – e nos termos deliciado com os repastos e doces das festividades típicas desta época, algumas bicicletas têm agora que suportar mais alguns quilos.  Há que os queimar e é também para repor o equilibro físico que nos levantamos cedinho para pedalar, e o tal frio, que hoje rondou os 0ºC, que gela as mãos e os pés, mas só de alguns! não demove este grupo de amigos.

Arrancámos em direcção à Sra do Monte, mas sem o destino final ainda decidido, a ideia de ir em direcção às varandas da Sra do Monte e daí apreciar a bela paisagem que esta manhã limpa nos proporcionou foi de imediato bem acolhida pelo grupo. A caminho das nascentes do nosso rio e enquanto o ladeávamos viam-se uns a pedalar com uma mão atrás das costas e outros com as mãos nos sovacos, não percebi porquê, mas segundo ouvi dizer o fresquinho da manhã atravessava as luvas e gelava a ponta dos dedos, só de alguns… subimos até ao topo da nossa serra, e já lá em cima percorremos aqueles carreiritos empedrados e tirámos as fotos da praxe. Decidiu-se ir beber o café para os lados de São Mamede, mas durante o caminho reorientámos o azimute para a Pia do Urso, excelente ideia para começar o ano BTTista. Durante o percurso e já na Pia, alguns BTTistas com que nos cruzámos apreciavam com admiração e ar de inveja, os acessórios carinhosamente apelidados de “flaps”, os tais que me me mantiveram os dedinhos quentinhos durante toda a manhã. O regresso imponha-se rápido, pois às 13h teríamos o recolher obrigatório, salpicámo-nos que nem uns garotos por aquele Vale Maninho abaixo e depois já com o grupo dividido, uns optaram pelo regresso por alcatrão e os restantes descemos a Curvachia num ritmo bastante interessante que nos meteu um sorriso de orelha a orelha.

E assim começou mais um ano, que esperamos seja de bom e saudável BTT, e que todos esperamos nos permita voltar aos bons convívios e com todos os elementos do nosso belo grupo de amigos, que estejamos no princípio do fim desta pandemia e que acabem estas restrições castradoras do salutar convívio.

Quanto aos “flaps”, gostei da experiência e recomendo para as manhãs mais gélidas, a bicicleta pode não ficar tão “elegante” mas o importante é desfrutar do BTT com o máximo conforto!

Cláudio Costa

Varandas da Serra e Pia do Urso com flaps do CC By Trilhos Sem Fim

Tags:

publicado às 19:38


Sobre nós

Neste blog um grupo de amigos irão falar das suas vivências tendo como fundo uns passeios de bicicleta. À conquista da natureza, ganhando saúde.


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D


Visitantes = 160.000 +...



Últimas voltas

Activities for Trilhos Sem Fim (Cláudio)

Países Ciclados

Create your own visited countries map or check out the JavaScript Charts.