Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Primeira Volta de 2022 - Bezerra - Porto de Mós

por Trilhos Sem Fim, em 02.01.22

Ano novo, vida igual!

Era domingo, o primeiro do ano de 2022 e, tal como nos últimos 14 anos, por volta das 8:30 um grupo de “jovens” encontrou-se no local habitual para, às 8:35, pedalar em direção a uma meta bem definida, o quintal dos Trilhos Sem Fim.

Neste domingo, 2 de janeiro de 2022, o primeiro domingo do ano, o quintal tinha uma extensão maior, talvez chegasse à ecopista da Bezerra, em Porto de Mós. Assim, guiados pelo Cardinhos, avançámos. Também não foi novidade que os malditos sapos motorizados passaram a ser a maioria das bikes. Desta vez ainda restaram três acústicas, mas a evolução parece ser inevitável, um dia destes acordamos e serão só e-bikes. Estarei a sonhar?

Depois de anos de inesquecíveis, para os TSF, a pandemia trouxe-nos novos desafios, mas temos conseguido equilibrar o gosto pela aventura com a segurança a que temos o dever de garantir. Parece que temos conseguidos já que é um facto que não temos casos originados no grupo. Estou a divagar, voltemos ao passeio.

Saímos do local habitual, e como sempre, quando vamos a Porto de Mós, alcançamos o Alqueidão da Serra e avante, mas deste vez apreciámos o castelo lá do alto, junto aos moinhos. Bonita paisagem e que bela vista. Deu para a fotos e para as novas técnicas de captação de imagem. O segundo ponto de avistagem do castelo foi a ermida de Santo António, com a sua escadaria, construída com o ganho das esmolas dos fiéis de Santo António, no século XVII.

Depois do café, a subida para a ecopista. Com a decisão mais que errada do CM, o nosso cicerone levou-nos encosta acima pelo trilho dos moinhos. Valeu a muito a força dos “sapos”, alguns tiveram 2 motores a empurrar. A paisagem era bela, mas difícil de apreciar, já que a subida era ingreme e longa. Ainda estou ofegante.

Era hora de regresso, mas isso não impediu a passagem pela câmara municipal para apreciar rapidamente as armas das freguesias de Porto de Mós no largo.

Como sempre alguns regressaram mais cedo, mas um deles atalhou por um caminho mais longo, o que também acontece muitas vezes.

Ano novo, vida igual, com os mesmo trilhos, os mesmos amigos,  os mesmos desvios, os mesmo atrasos, só que desta vez ninguém se perdeu.

Como sempre até domingo, no mesmo local.

Rui Passadouro

 

TSF 20220103

 

publicado às 22:00


8 comentários

Sem imagem de perfil

De Rui Gaspar a 03.01.2022 às 14:41

Falta o texto, mas sei que vai ser um texto especial porque é o primeiro do ano 2022. O video está como sempre,mostra os trilhos e o divertimento dos TSFs.
O ano 2021 ainda consegui pedalar 6.250Km segundo o STRAVA . Desejo em 2022 chegar aos 8000 km, mas para isso o CC tem que descobrir uma aventura fora de Portugal.
Sem imagem de perfil

De DArmindo a 03.01.2022 às 23:39

Ótimas fotos e edição de vídeo!
O CG está profissional!!
Boa semana.
Sem imagem de perfil

De DArmindo a 04.01.2022 às 07:24

Talvez o texto estivesse espectacular e redigido de forma muito inspirada, fiel aquilo que foi a primeira volta deste ano!
Muito bom! Parabéns!
Sem imagem de perfil

De Rui P a 03.01.2022 às 23:41

Que belo passeio de domingo e que ótima companhia.
Obrigado pelo ano que terminou
Aguardemos novas aventuras.
Sem imagem de perfil

De José Cardinhos a 04.01.2022 às 09:09

Início do ano 2022, como não podia deixar de ser, espectacular, os TSF não deixam os seus créditos perderem-se😄😄😄.
A crônica está muito boa, as fotos e vídeo também muito bons, parabéns.
Desejo que o ano 2022, seja um bom ano, com muito divertimento, sem quedas graves e com todos os cuidados de saúde.
Sem imagem de perfil

De Graza a 04.01.2022 às 10:47

Diz o meu Strava que foi a volta mais longa do ano ...... 

 

Há muito tempo que não passava na Bezerra. Ainda me lembro da primeira vez que passei lá com os TSF onde os caminhos era em pedra solta de granito. Tinham sidos retirados os caris há pouco tempo.

 

Gostei muito da volta. Deu para verificar depois do upgrade, a minha automomia passou de 25km para 90Km e prestando assistencia em viagem.

 

O texto e as fotos estão espactaculares como sempre e o video ficou longo porque a malta anda muito devagar a subir.

Sem imagem de perfil

De CMax a 04.01.2022 às 22:31

Que bela crónica. Parabéns ao autor.
Que 2022 traga mais aventuras e amizades.
Quanto aos sapos... malandros.
Sem imagem de perfil

De Rogério Monteiro a 05.01.2022 às 14:14

Os sapos são os grandes responsáveis pela excelente forma que os TSF estão a pedalar.
Um bom ano para todos, e... sem quedas.

Comentar post



Sobre nós

Neste blog um grupo de amigos irão falar das suas vivências tendo como fundo uns passeios de bicicleta. À conquista da natureza, ganhando saúde.


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Visitantes =



Últimas voltas

Activities for Trilhos Sem Fim (Cláudio)

arquivo TSF no komoot


Coleção de Single Tracks que adoramos fazer


Países Ciclados

Create your own visited countries map or check out the JavaScript Charts.


Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2014
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2013
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2012
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2011
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2010
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2009
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2008
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D