Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Trilhos Sem Fim - Alqueidão da Serra serenamente!

por Trilhos Sem Fim, em 13.10.13

Religião Single Speed a caminho de Alqueidão da Serra

Em dia de peregrinação e como acontece religiosamente reuniram-se 12 trilheiros “com” fim de ir à missa dos calhaus e terra. Atrasados 10 minutos e com medo das represálias do padre seguimos viagem. Sorte a do Pedro Santos já vir com o jersey vestido se espera-se a camisola do Cáudio Costa ia sofrer um pouco com o frio que se fazia sentir. Tempo nublado, alguma humidade, piso seco estavam criadas as condições para uma manhã bem passada, não o ideal para curar a constipação do repórter. Rodas apontadas a Alqueidão da Serra seguiu-se por alcatrão para aquecer as pernas. Esperavam-nos trilhos de terra batida, de cascalho, de pedra, com folhagem, uns mais rápidos outros mais técnicos, fantástico para quem no último ano só tem sentido o cheiro da terra a correr. Em jeito de confissão eu e o Joaquim Santos partilhámos a mesma opinião, que se lixe a corrida! Nada se compara ao gozo de andar de BTT. Acontece que pelo caminho o desviador traseiro do Rui Gaspar resolve pedir a reforma antecipada, não deve estar a par das últimas notícias, colocam-se zip ties e temos mais uma single speed no grupo. Desengane-se quem pensou que o Rui seria um peso na volta, acontece que o single speed é mágico! E lá ia, penitenciando-se pelas subidas a marcar o passo ao pelotão. Espera-se que na próxima vez apareça com uma sucata qualquer, sem suspensão e sem mudanças, que para bem dos seus ossos e articulações não aconselho. Sem termos ido rezar mas decerto com a proteção da Madonna del Ghisallo chegámos ao parque radical.

Balanço: Energias a 100%, 2 quedas em jeito de cumprir uma promessa e um convertido à religião single speed.

Paulo Chá-Chá

 

Também em meo Kanal 490904

publicado às 17:04

Há hora combinada iniciámos a marcha. Rapidamente passámos pela Cruz D'Areia e pela Barreira. A primeira descida foi feita em direcção Rio Seco.

O pavimento ainda húmido pelas recentes chuvadas facilitava a aderência e aumentava a sensação de segurança. Pedalámos encosta abaixo pelos trilhos desenhados por entre os vinhedos até chegar à zona mais baixa, com os carreiros ainda com muito lama, a lembrar que ainda estamos no Inverno.

Entretanto, para evitar o estradão, aceitámos  subir por um caminho tão inclinado que alguns bttistas quase caíam de costa! Apesar da lama e da inclinação, acabou por revelar-se uma boa alternativa ao estradão.

Passámos o Celeiro e fzemos uma pequena paragem dentro da pedreira para o reforço alimentar.

Chegádos ao Alqueidão da Serra logo nos precipitámos carreiro abaixo, a gozar as descidas, j´sa que de subir estávamos servidos.

Já no regresso passámos naquele trilho apertado, dentro do pequeno bosque, propício a quedas no Rio Seco. Apesar disso, quase todos, fizeram-no em alta velocidade e ainda aproveitaram o pequeno degrau para fazer um saltito.

Tenho que me referir à passagem pelo  bosque de carvalho  e pinheiro junto à Reixida. Apesar do percurso não ser desconhecido para o grupo, parece-me que desta vez foi bem aproveitado, para satisfação de todos. Trilhos estreitos, delimitados pela abundante vegetação, com ganchos fechados, a terminar num pequeno carreiro com inclinação a rondar o excessivo, enriqueceram deveras o passeio.

Um óptimo percurso. Vou fazê-lo mais vezes.

Até Domingo.

Rui

publicado às 21:31


Sobre nós

Neste blog um grupo de amigos irão falar das suas vivências tendo como fundo uns passeios de bicicleta. À conquista da natureza, ganhando saúde.

MEO Kanal


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D


Visitantes = 160.000 +...