Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Pia do Urso por novos trilhos - FIABA

por Trilhos Sem Fim, em 17.08.14

 

Na hora combinada, no PR, encontravam-se alguns trilheiros. O número era maior do que os que iam efetivamente pedalar, mas é bom, o reencontro naquele local, qualquer que seja o pretexto.

 

Tratadas questões de equipamentos (assunto gerido agora pelo Cláudio Costa), já passavam largos minutos das 8.30h quando nos colocamos em marcha, ao encontro do casal TSF que estava um pouco atrasado.

 

Seguimos direção às Fontes com destino à Torre – Batalha, para aí tomarmos o percurso do FIABA2014. Este percurso de origem tinha  inicio e fim na Batalha, no entanto saindo de Leiria a opção de local de toma do percurso foi esta.

 

O percurso com uma extensão de 45km e altimetria acima de 1100m, levou-nos através de trilhos novos a percursos marcados da Pia do Urso, até à aldeia, onde fizemos o break da manhã já depois das 11horas, no local habitual.

 

Foi nesse local  (Bar da Pia) que fomos abordados pelo Sr. Manuel de Fátima-Leiria, também conhecido pelo “Reguila” que pratica à largos anos a modalidade BTT e nos peguntou se eramos os TSF. Prontamente dissemos que sim e ele disse ser “cliente” assíduo do nosso blog, das fotos e vídeos que vê na  Argélia, onde trabalha. Ver semanalmente esses registos são para ele uma forma de se manter ocupado nos tempos livres e de matar saudades. O Sr. Manuel disse mostrar semanalmente os vídeos, na hora do chá, aos colegas com quem anda de bike lá. Resta-nos agradecer a simpatia do Sr. Manuel assim como a preferência que tem pelos nossos registos. Está convidado quando estiver de férias por cá, a vir pedalar connosco. E se não tiver bike arranja-se uma…

 

Saídos da Pia desfrutamos do trilho do Pisco e de pedra qb, assim como descidas, que na segunda parte do percurso (ao contrário da primeira) abundaram mais.

 

Houve espaço para 2 quedas, uma delas num lugar de repetição, onde o Idalécio já tinha estreado o piso há largos meses. Desta feita foi Miguel, com uma queda “espetacular”, que guardo pessoalmente na imagem, de ver alguém atirar-se com plena convicção para um salto de paraquedas. Felizmente não houve consequências de maior, o que nos permite agora poder referir estes fatos. A segunda queda do David com uma passagem enrolado sobre a bicicleta (ainda no mesmo trilho da primeira), não teve igualmente consequências de maior.

 

A chegada a Leiria fez-se pelas 13h, com mais de 50km e acabando para a maioria na companhia de uma desejada “preta”, no bar do Armando, num dia bastante quente com zonas atravessadas com temperaturas a passar os 40ºc.

 

Boa semana!

D’Armindo

 

 

 

publicado às 23:34


Sobre nós

Neste blog um grupo de amigos irão falar das suas vivências tendo como fundo uns passeios de bicicleta. À conquista da natureza, ganhando saúde.


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Visitantes =



Últimas voltas

Activities for Trilhos Sem Fim (Cláudio)

arquivo TSF no komoot


Países Ciclados

Create your own visited countries map or check out the JavaScript Charts.

Posts mais comentados


Arquivo

  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2022
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2021
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2020
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2019
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2018
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2017
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2016
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2015
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2014
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2013
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2012
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2011
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2010
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2009
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2008
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D