Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Peregrinação a Santiago de Compostela

por Trilhos Sem Fim, em 05.03.13

“O (Novo) Caminho Português Interior de Santiago estende-se por 205 Km, em território português, atravessando os municípios de Viseu, Castro Daire, Lamego, Peso da Régua, Santa Marta de Penaguião, Vila Real, Vila Pouca de Aguiar e Chaves. Atravessa a fronteira em Vilarelho da Raia, percorrendo cerca de 180 Km da Via da Prata, em território espanhol, até alcançar Santiago de Compostela. Foi marcado e oficialmente inaugurado em Abril de 2012. Este é um caminho que permite um contato muito próximo com a natureza, com menos travessias de estradas, comparativamente com o caminho litoral. O caminho é rico pelo património arquitetónico que atravessa, nomeadamente capelas e igrejas.

Esta aventura dos TSF será na semana 24, com início previsto dia 8 de Junho.

 

Estão oficialmente abertas as inscrições.”

publicado às 12:29

Congresso Rolante Trilhos Sem Fim em 3/7/2011

por Trilhos Sem Fim, em 03.07.11

Pontualmente às 8:30 iniciou-se o evento científico. O peregrino internacional Rui Gaspar usou da palavra cumprindo o programa. Já antes do início dos trabalhos, os congressistas tinham trocado opiniões focando a argumentação no modus operandi para outra expedição a Santiago de Compostela, no próximo ano.

Com a presença de todos os peregrinos internacionais do grupo TSF, com excepção do Cláudio, iniciou-se a parte rolante do congresso. Deixámos para trás o Vidigal e entrámos no santuário da Curvachia. Os oradores peregrinos cumpriram a sua parte e nunca se calaram. Ruas estreitas, trilhos espectaculares, pousadas, “canhas”, espanholas e queijo com forma de glândula mamária feminina, de tudo os nossos oradores peregrinos falaram.

Bem lá no alto da Curvachia, antes da descida para a Tosel, pareceu-me que se denotava algum cansaço em um ou outro congressista. Esta coisa de pedalar e falar é por vezes incompatível, sobretudo quando nunca se calam e é a subir…

Fez-se a descida junto à tosel. Chegados ao vale fomos pelo caminho que sobe pela esquerda. As silvas e outros arbustos iam competindo connosco na ocupação do trilho, denotando a falta de visitas ao local. Os peregrinos continuavam a usar da palavra. Nisto, surge El GPS, que tinha estado muito mortucho. Sugeriu um caminho novo, mas sem responsabilidade pelos enganos. Raros têm sido, diga-se. O trilho era novo, estreito, sempre a subir, técnico… e bom. Não houve enganos.

Junto ao “castelo” da Senhora do Monte fez-se um ponto da situação dos trabalhos do congresso. Tudo estava a correr muito bem, tinha-se evoluído significativamente nas recomendações, mas deveria haver uma visita de campo, no âmbito da peregrinação. Decidimos peregrinar a Fátima. Orientados por El GPS lá fomos. Lá fomos não! Fomos em velocidade, orientados por El GPG renovado.

Chegados ao Santuário cumprimos o previsto para a visita, não sem estabelecer contacto com um peregrino produtor de vinho verde (a D. Alice), que nos agraciou com três exemplares do dito.

O regresso tinha que ser rápido. Saliento a passagem por um carreirito depois de Santa Catarina. Não fosse termos perdido um companheiro, teria dito que tinha sido perfeito.

O tempo passava à medida que nos aproximávamos de Leiria. Dos Cardosos fizemos uma inflexão para o Soutocico galgando estradões. Já perto da Curvachia veio a moção prometida: “já é tarde, cada um vá por onde quiser”. Aproveitei e regressei a casa por estrada. Os restantes regressaram pelos estradões da Curvachia.

Foi um óptimo congresso rolante. Até Domingo!

Rui

publicado às 21:38


Sobre nós

Neste blog um grupo de amigos irão falar das suas vivências tendo como fundo uns passeios de bicicleta. À conquista da natureza, ganhando saúde.

MEO Kanal


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D


Visitantes = 160.000 +...