Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Trilhos Sem Fim na Rota dos Bons Sabores

por Trilhos Sem Fim, em 15.12.19

A convocatória de véspera antevia o revisitar de um trajeto que já não trilhávamos há algum tempo - A Rota dos Odores - cujo convite prometia a adição de sabores.

Às 8h30 estavam presentes 6 trilheiros, sendo que metade deles eram E-Trilheiros, registando-se um "empate" (ainda) estranho em tipologia de bicicleta. Sendo que surge ao fundo do PR o CC em sinalização de urgência, visto que já vinha atrasado e que era o próprio que pretendia um regresso mais cedo a fim de degustar um saboroso e estaladiço bacorinho que o iria esperar.

Encetámos a jornada atravessando o Polis (pobre em lycra a esta hora) até à pista de XCO dos Marrazes, com o intuito de atravessar um pouco da mata. Antes da chegada às Chãs, depois de descer dos Marrazes, apanhámos uma zona com alguma densidade de lama barrenta. O primeiro a passar foi o Diretor, que com mestria, inteligência e graciosidade passou montado (apoiado na vedação). Alguns, menos afoites, passaram a pé e outros passaram montados... Asneira! Entre bicicletas que pareciam ter pneus Onza (era barro claro), a transmissão do CC levou um integral tratamento de spa, que só uma mangueira privada, mais adiante, ajudou a remover.

Resolvida a questão, avançámos em direção à Bidoeira de Cima, onde nos esperava um saboroso e rico banquete, no Solar do Castanheiro, cortesia do nosso Diretor e que pudemos degustar com a habitual companhia do fiel (e já idoso também) Tobias, o simpático labrador, companheiro e guardião do imóvel, e que engolia a comida sem necessidade de mastigar e devorava chuchus.

De estômago composto, rumámos à Bidoeira de Baixo, onde nos primeiros metros ainda tivemos a companhia do Tobias, que regressou depois ao seu lar.

Escassos metros à frente, encontrámos um amigo, que passeara a sua Beagle e que se apaixonou pelas nossas bicicletas, o que obrigou o seu dono a vir no seu encalço durante algum perímetro.

Na descida para Agodim, numa pequena paragem, o grupo sofreu uma fratura involuntária de 2 elementos, sendo que os restantes 5 fizeram um trilho conhecido e os outros dois atravessaram a ribeira, que também é um "habitué" aquando da passagem por esta zona, tendo aqui avistado duas lustrosas lontras.

Sendo um traçado com um nível de exigência física e técnica abaixo das habituais incursões à serra, estávamos próximos de Leiria ainda bastante cedo, o que nos permitiu ir optando por alguns trilhos "velhos conhecidos" e outros mais divertidos.

Chegados à cidade, foi altura de tirar uma foto em ambiente natalício e do CC rumar ao seu compromisso gastronómico.

Os restantes foram complementar a volta com a subida à Senhora da Encarnação antes de finalizar a volta de 45km e 650D+ na CA.


Nuno Gonçalo Santos

 

Trilhos Sem Fim - Rota dos Bons Sabores

publicado às 15:17

Passeio pela Rota dos Odores

por Trilhos Sem Fim, em 09.03.08

Leiria, 9 de Março de 2008: 9 horas

À hora combinada o grupo avançou sem mais delongas em direcção aos Marrazes. Chegados à mata, onde já conhecia uma pista de manutenção que agora se encontra abandonada ao seu destino, dirigimo-nos ao single track desenhado no sentido descendente, com início nas traseiras do cemitério. Um trilho curto, mas divertido.

Rumo aos Pinheiros e já em plena Rota dos Odores, serpenteámos pelas curvas das Chãs, subimos para os Milagres até ao Kartódromo, mas já com os sentidos voltados para o reforço prometido.

Entrámos nos domínios da Bidoeira pelo traçado do gasoduto perto do pequeno lugar da Pega. Uma descida com inclinação lateral e uma depressão bem no centro da pista testou a habilidade do grupo. Dificuldade ultrapassada, lá vieram os odores, ora de urze, ora de alecrim, ora de pinho, ora de …

Finalmente o chá quente e o bolo caseiro, uma delicia, com a gentileza do Solar do Castanheiro. Tempo de repouso e de confraternização que, como sempre, depressa se esgota.

O tempo corre a passos largos e o almoço de domingo de cada uma das famílias dos 17 companheiros começa a ficar em risco. Era urgente retomar o percurso.

Por entre um carreiro serpenteante abandonámos a Bidoeira , com a esperança de lá voltar.

Chegados ao Monte, pequeno lugar das Colmeias, foi o momento de conhecer a casa do trisavô de um dos companheiros, bonita sem dúvida. (Já notaram que não fiz referência ao nome de nenhum dos bbtistas ?)

Verdejante foi o percurso que nos conduziu até à pista de saltos de Agodim . Fica prometida a visita a este local.

Com a cidade do Lis ao fundo, já com 42 km percorridos e com o pensamento num almoço reconfortante cada um procurou o seu percurso, mas fica a satisfação de mais uma manhã bem passada e com a esperança que a semana passe depressa.

Saudações e até breve.

Rui

 

 

 As restantes fotos podem ser vista AQUI

 

publicado às 22:39


Sobre nós

Neste blog um grupo de amigos irão falar das suas vivências tendo como fundo uns passeios de bicicleta. À conquista da natureza, ganhando saúde.

MEO Kanal


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D


Visitantes = 160.000 +...