Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Trilhos da Maceirinha - Trilhos Sem Fim

por Trilhos Sem Fim, em 26.01.14

O mote havia sido dado alguns dias antes no nosso blogue. Uns que sim, outros que talvez - acaso não chovesse -, outros que sim, mas só se chovesse, que o btt assim tem mais encanto - disseram. Quando começou a concentração dos quinze trilheiros que hoje rumaram às terras da Maceira (que alguns dizem do Liz mas que o é somente quando se fala da cimenteira) alguém começou por desenvolver o tema do chove, não chove, e se adregasse de não chover os que afiançaram só participar com tempo molhado não iriam sentir-se bem, admitiram alguns… Não seria bem assim, que quando faz sol os vemos alegres e bem-dispostos a pedalarem e a vencerem tudo o que é subida, dificuldade ou obstáculo. Claro que os que assim falam, ou cantam, de galo “…que com chuva é que é bom” investiram há não muito tempo em equipamento xpto e agora querem é tirar partido disso e ver os companheiros a enferrujar as dobradiças das joelheiras e cotoveleiras à chuva que hoje até que caiu mas era miudinha. Daquela a que nos habituámos a identificar como de “molha-tolos”. E algo molhados ficámos mas tolos não julgamos ser e o prazer desta manhã foi enorme, pese embora a lama que sempre nos acompanhou, particularmente no trilho da amazónia que estava literalmente lavrado pelos rodados de quem ali passou antes e se encontra praticamente interrompido devido a um aluimento de terras em direcção ao rio que agora corre veloz e farto.

Alguns, talvez influenciados pelo tempo cinzento e chuvoso, ainda deram um ar da sua graça na arte do amuo mas foi sol de pouca dura; melhor: amuo de pouca dura, que neste grupo os amuos nunca vêm para ficar porque o bom humor logo ataca essa peste stressante talvez resquício ainda dos dias de semana mais árduos, diríamos. O btt serve também para aliviar dessas dores e aumentar as das pernas…

A seguir à hora da bucha aconteceu uma paragem nos Bombeiros Voluntários da Maceira onde um aniversariante, que nem sequer sabe ainda quanto deve ao Bar da Sandra (…), inchou com os cafés de Campo Maior para treze de nós (porque um já tinha abandonado para correr a contra-relógio para casa a tempo do almoço e outro teve um problema recorrente na corrente da sua máquina) e o Quim Santos providenciou quantidade suficiente de bons electrólitos das Cortes.

Como se não bastassem todos estes gastos e despesas ainda foi premiado o aniversariante com a obrigação de escrever esta crónica, sim, que de obrigação se trata. Podia estar somente refastelado ao lume, como todos os outros, e anda para aqui à volta com as palavras que tantas vezes são mais escorregadias que lama, mais falsas que a areia e mais rijas que as pedras. Para não falar de certos, ou errados,  adjectivos que tantas vezes causam mais mossa que certas quedas. E nem sempre é fácil arranjarmos inspiração para arrazoar. Por vezes é muito mais fácil trepar que relatar e aqui é sempre a descer, se me entendem (se não entendem vejam os filmes do nosso blogue e ouçam o que diz o cameramen…  quando não está amuado! Esta festa começou depois da meia noite da passada quarta para quinta quando teve o privilégio de entrar no dia do aniversário a pedalar com mais 23 compinchas dos Trilhos Sem Fim e dos Chou Bike que tiveram a gentileza de cantar os parabéns na noite escura do largo da Torre. Obrigado a todos. Ficam desde já a saber que aniversariar em cima de uma bicicleta é muito bom!

Para terminar (equivalente a “prantos” do nosso amigo JJ) cabe lembrar que passamos uma excelente manhã de domingo que nem sequer deixou de incluir as tradicionais conversas da treta domingueiras enquanto pedalávamos montados nas nossas bikes e o tradicional furo (ou falta de ar) da praxe de um dos nossos companheiros.

Quinta-feira há mais - para quem quiser, puder e tiver luz adequada - e domingo que vem que ninguém falte acaso não chova… e se chover também não, que só algumas meninas não andam à chuva (disse alguém um destes dias…)!

Alipio L

Também em meo Kanal 490904

publicado às 22:13


Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Sobre nós

Neste blog um grupo de amigos irão falar das suas vivências tendo como fundo uns passeios de bicicleta. À conquista da natureza, ganhando saúde.

MEO Kanal


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D


Visitantes = 160.000 +...