Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Trilhos Sem Fim desfrutando das manhãs chuvosas

por Trilhos Sem Fim, em 08.11.20

Qualquer altura do ano é boa para o BTT, e esta também, como provámos hoje. Estamos em tempo de aproveitar o que de melhor estas manhãs molhadas nos proporcionam, ainda sem aquele frio do inverno – por enquanto – por isso à que aproveitar, ficar na cama, não é opção! Mesmo quando ao acordar se ouve a chuva lá fora a cair, este grupo de amigos não se demove e à hora de saída lá estavam reunidos 11 trilheiros.

Encaminhámo-nos para as Fontes, onde constatámos que as exsurgências do nosso rio Liz, ainda não estão com a pujança que gostamos de ver, teremos de esperar mais umas semanas para que os algares e os rios subterrâneos desta nossa serra se encham de água e a façam brotar. Orientados pelo Artur fomos até ao Reguengo do Fétal onde bebemos o cafezinho na esplanada, ao ar livre, há que aproveitar o bom tempo 😊! Mas a coberto de telha e num óptimo balcão para estes lides, não sei se esta recente obra terá sido pensada para este efeito, mas muito nos apraz usá-la, e certamente agradará também ao proprietário do café, ver os seus clientes todos ensopados, mas cá fora!

Retemperados, depois do café quente e pastel de nata, já com as luvas espremidas e as botas despejadas, subimos a pedreira aproveitando uma aberta, fomos pondo a conversa em dia, discutindo os assuntos da actualidade. Descemos da Perulheira em direcção ao Arrabal já com o espírito de petiz a apoderar-se novamente deste grupo de amigos, o Vale Maninho deveria estar óptimo para chapinhar na lama, e estava mesmo. Por esta altura, com tanta poça de lama a ser atravessada velozmente, já os salta-pocinhas tinham percebido, que hoje, era difícil incomodarem alguém. Atravessámos o Arrabal e quase que aceitavam o convite deste escrivão, mas tínhamos o compromisso do costume à chegada e ninguém queria arrefecer.

Como não queríamos correr o risco de cair no agora escorregadio trilho do galinheiro, a malta foi cair para a Curvachia, na descida da Curvachia o grupo separou-se um pouco e consta que dois se deitaram-se juntinhos lá atrás, e no grupo da frente outro andou a calcar o lamacento e escorregadio chão, esperemos que sem consequências de maior! Terminámos no local habitual, cá fora na esplanada, com cerca de 45km percorridos, enlameados mas felizes, e como alguém disse... "nestes dias de chuva a malta ainda se diverte mais!"

Cláudio Costa

Lama e Chuva By Trilhos Sem Fim

publicado às 17:00


Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Sobre nós

Neste blog um grupo de amigos irão falar das suas vivências tendo como fundo uns passeios de bicicleta. À conquista da natureza, ganhando saúde.


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D


Visitantes = 160.000 +...



Últimas voltas

Activities for Trilhos Sem Fim (Cláudio)

Países Ciclados

Create your own visited countries map or check out the JavaScript Charts.