Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




A convocatória para a manhã dominical havia sido feita pelo mais recente membro da mais popular rede social do Mundo ocidental (é verdade, o nosso Rogério já tem conta de Facebook). À convocatória tinham respondido alguns elementos, e havia sido vaticinado que não haveria tolerância para atrasos. Antes da hora lá estavam perfilados todos os que positivamente responderam, contudo do convocador, nem sinal! Fez-se um pequeno compasso de espera e deu-se início a mais um convívio velocipédico. 
A manhã embora escura, estava vaticinado que apenas ocorreriam alguns aguaceiros já próximo da hora de almoço, e assim o destino sugerido pelo LG foi a Fórnea, que alguns acharam ambicioso, contudo lá nos pusemos ao caminho com aquele anfiteatro de calcário e aquela cascata na mente. Todos os percursos escolhidos levaram-nos até ao Alqueidão da Serra, onde aproveitámos para dar um pouco de descanso ao RG, que hoje tomou os comprimidos e tenha menos potência no motor, assim como para a degustação de um doce e potente néctar trazido pelo RL. 
Como haviam compromissos familiares a cumprir, aqui, redefinimos agulhas quanto ao destino e em jeito de voto unânime, se decidiu a Pia do Urso como local de reposição de energia. Repasto servido pelo nosso repórter, que junta a função de Garçon ao seu vasto currículo de tarefas neste grupo. Alguns elementos, mesmo advertidos para a temperatura do pastel de nata, insistiram em queimar a língua!

Sinopse

Trilheiros: 10
Destino: Fórnea, que afinal foi Pia do Urso
Distância percorrida: 55km
Subida acumulada: 1050m
Aproximações ao solo: 0

Faltas importantes, com direito a coima: 1
Garagens visitadas para degustação de licorosas: 1 
Precipitação: Sim (apenas na parte final da manhã)
Nível de prazer, amizade e companheirismo: ++++

O regresso fez-se a bom ritmo e já com os tradicionais 1000m D+ no horizonte, lá fomos palmilhando mais umas subidas, para apurar a forma e fazer ouvir o silêncio, que quando o sentido é ascendente, os diálogos diminuem. Nos segmentos mais rolantes, e como é apanágio nesta altura do ano, temos o nosso "salta pocinhas oficial", que vais presenteando os mais desprevenidos com salpicos.
Na Torre, fizemos um pequeno desvio, para uma visita à garagem do amigo Manuel dos CB, que nos apresentou a sua colheita licorosa.
À reposição de electrólitos, não faltou o nosso Rogério, que como coima suportou, voluntariamente, todas as expensas.
Estamos a entrar no último mês do nosso primeiro centenário e depois de termos sido noticiados nos média locais fomos também destacados na Fundação Histórica da Pan Am. Pese embora muito se fale e se escreva, nada consegue descrever na perfeição o que sentimos e partilhamos nestas manhãs de Domingo.
 
Nuno G Santos

20181125 pia do urso

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:26


4 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 28.11.2018 às 21:05

É isso mesmo... Mais uma bela manhã de BTT em boa companhia, transcrita neste belo texto. As fotos hoje estão muito melhores...hehe.


Quem sou eu?!
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 28.11.2018 às 21:58

Eu diria que o repórter alternativo :-)
Sem imagem de perfil

De Cláudio Costa a 29.11.2018 às 21:27

Muito boa crónica e reportagem a atestar mais uma boa manhã de BTT, praticamente sem chuva. Os poucos pingos nem chegaram a molhar!


Domingo lá nos encontraremos.





Sem imagem de perfil

De Rui Gaspar a 30.11.2018 às 11:06

Foi uma extraordinária manhã de BTT, mas tenho que assumir que o "viagra" que tomo para a tensão,  repito TENSÃO ,  com "N" não ajuda nas subidas, vou ter de voltar a ler a bula e questionar o médico sobre este efeito. Mas há mais  médicos a perceber de problemas de tensão que de BTT. Heheee.

Comentar post



Sobre nós

Neste blog um grupo de amigos irão falar das suas vivências tendo como fundo uns passeios de bicicleta. À conquista da natureza, ganhando saúde.

MEO Kanal


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D


Visitantes = 160.000 +...