Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Trilhos Sem Fim visitam a nascente do Rio Lena

por Trilhos Sem Fim, em 25.03.18

Com uma convocatória especial, pautada por nuances gastronómicas, à chamada de hoje compareceram apenas 7 trilheiros e 3 convidados especiais, pelo que o discurso de persuasão de véspera não surtiu o efeito desejado em alguns elementos que tardam em nos presentear com a sua companhia, quer em forma de regresso, quer de forma mais regular.

Sinopse

Trilheiros: 7
Convidados Especiais: 3
Destino: Nascente do Rio Lena
Distância percorrida: 45km
Subida acumulada: 755m
Aproximações ao solo: 0
Faxes enviados: 1 (sem confirmação oficial)
Riachos atravessados: 1
Quantidade de chuva: 0 mm
Empenos fortes: 1
Nível de destilação de excessos da véspera: ++++
Nível de beleza natural contemplada: +++++
Nível de amizade e companheirismo: +++++

Como vem sendo apanágio, o destino é definido "in loco" à hora da partida e hoje a opção sugerida e aceite foi a visita às nascentes do Rio Lena e do Rio Alcaide.

Hoje, o Cartógrafo Oficial resolveu recordar os seus tempos de instrução militar e guiou-nos com exigência e mestria até Alcanadas e daí até Alqueidão da Serra e Porto de Mós, onde matámos saudades de alguma pedra, que nesta fase já se encontra mais transitável, no trilho da Cova da Pedreira. Daqui rumámos ao nosso destino definido.

No encalce da primeira nascente a visitar, fomos brindados por um caminho sempre com o Rio Lena à nossa esquerda, onde pudemos usufruir do maravilhoso e quase que terapêutico som da água corrente. Chegados junto à nascente, percorremos um pequeno trilho a pé, que nos permitiu contemplar o fabuloso brotar de água, que resultava de uma suave erupção, que dava aso ao cenário sonoro anteriormente percecionado. Vivemos hoje uma das mais belas fotografias visuais das nossas experiências BTTistas.

Saídos da primeira nascente, era hora de visitar a segunda, a nascente do Rio Alcaide. Num cenário não menos belo, chegámos através de um carreiro repleto de saborosas fontes de Vitamina C. Aqui o caudal era mais fluído e ruidoso. à atenção de alguns elementos (ou de um, em particular), consta que aqui se encontra uma Cache.

Avaliada a cronologia, foi verificado que havia tempo para um café, que hoje, excecionalmente não nos foi servido com a simpatia a que os elementos da tribo velocipédica está habituada. A nossa solidariedade para com as meninas que não estavam a ter um dos seus melhores dias. O nosso conselho foi unânime: Comprem uma bicicleta que terão muito mais momento de alegria nas manhãs domingueiras!

Com a condicionante da hora de chegada, o regresso foi pautado por uma etapa asfáltica e rolante mas nem por isso menos exigente, dado o forte vento que se fazia sentir. Esta situação fracionou o grupo em duas partes, fruto de um diferencial rítmico. Os trilhos foram retomados junto à Mourã, em direção ao Quartel, de onde descemos o trilho até à Guimarota.

A reunificação do grupo deu-se no local habitual de reposição de electrólitos.

Nuno Gonçalo Santos

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:45


6 comentários

Imagem de perfil

De Trilhos Sem Fim a 25.03.2018 às 22:00


Um texto muito bem elaborado. Nuno estás impecável como cronista. 
Ótimo passeio, graças a um guia do melhor. Estás cada vez melhor José. 
A imagem está excelente. Talvez das melhores. Artur 👍
Obrigado por esta manhã.


RUI P
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 25.03.2018 às 22:10

Grande escolha do destino, que proporcionou imagens de "vera" beleza natural.
Locais que valem a pena ser visitados, principalmente usando a bicicleta como forma de lá chegar.
De resto, a boa disposição e o companheirismo do costume.
Quem não foi não sabe o que perdeu mas podem ler e ver as excelentes imagens captadas. Não é a mesma coisa mas poderá servir de aperitivo.
Boa semana para todos.

Nuno Gonçalo Santos
Sem imagem de perfil

De Rui Gaspar a 26.03.2018 às 09:31

Que maravilha de manhã de BTT , e a prova de que temos sempre na nossa zona   perto de nós, lugares bonitos para descobrir , cuja beleza só se descobre se nos atrever-mos a sair da cama sem medo da chuva e da lama. Os nossos repórteres estão cada vez mais profs,  e o editor está a esmerar-se já encontrou novo soft de edição que acrescenta uns efeitos especiais. Fico na expectativa de na próxima edição introduzir o aparecimento de dinossauros que existem algures escondidos nas serra de aires e candeeiros.
Sem imagem de perfil

De Ruy a 27.03.2018 às 21:09

Muito bem, estão cada vez melhor... a pedalar, a relatar e a repassar as belas imagens desse nosso Portugal, como sabem, eu de momento não vos posso acompanhar, mas estarei sempre aqui para vos mandar nem que seja para o C%&%%$%&. quando vos apetecer algo, tb sabem onde fica a minha adega.

continuem a espalhar MAGIA.


até um dia destes.

RL
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 28.03.2018 às 06:39

Muito boa descrição. Parabéns ao "escrivão". Fico com pena de não puder ter ido.
Abr.
CMax
Sem imagem de perfil

De José Cardinhos a 29.03.2018 às 21:44

Um pouco tardio o meu comentário, quero agradecer a vossa aceitação para esta visita à nascente do rio Lena e do rio Alcaide, ainda bem que gostaram.
Boa manhã muito bem passada e em muita boa companhia, por zonas da nossa região linda.
Nuno estás um cronistas cinco estrelas, muito bom a discrição da manhã de domingo.
Quanto à reportagem fotográfica do melhor, parabéns Artur.
Desejo a todos uma santa Páscoa e até para a semana.

Comentar post



Sobre nós

Neste blog um grupo de amigos irão falar das suas vivências tendo como fundo uns passeios de bicicleta. À conquista da natureza, ganhando saúde.

MEO Kanal


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D


Visitantes = 160.000 +...