Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Trilhos Sem Fim visitam o Lugar de Vale Maior

por Trilhos Sem Fim, em 24.06.18

Às 8:35 partimos com a esperança de registar mais de 1000 metros de acumulado, já que o cicerone se chamava Cardinhos, e a sua fama é já antiga. Estrada fora, fizemos o primeiro teste na subida ingreme, em estrada, para o Vidigal e logo apanhámos o trilho que nos conduziu ao coração da mata da Curvachia, depois de passar o pequeno riacho. O Artur reclamava com o Rogério por este não ter aparado as silvas que, sendo abundantes, deixavam marcas na pele dos quatro trilheiros.

Atravessámos rapidamente a frondosa mata, mas não deixámos de apreciar os carreiritos cobertos da exuberante vegetação deste início de verão, que de tão chuvoso, deixa perpetuar o verde intenso da erva, que noutros anos já pintava de dourado os campos em redor.

Encosta acima chegámos à Martinela. Como sempre, quando estamos no cume, temos que descer. Assim foi. Apanhámos o carreiro e destravados alcançámos a estrada.

Uma pedalada atrás da outra, chegámos ao Vale Maior depois de ter subido tudo o que era possível subir. Não ficou um monte, por mais pequenos que fosse. Este cicerone dá cabo de nós!

Vale Maior deixa alguma nostalgia. Um pequeno povoado com meia dúzia de casas, já marcadas pelo tempo, onde se adivinha que há anos deveria haver o burburinho de muitas crianças, há quem diga que mais de 40. A pequena latada em frente à casa convidava a descansar na sombra, ouvindo o chilrear de algum passarito, que por ali passava, fugaz. Entretanto, aparece à janela uma respeitável senhora, curvada pelo peso dos anos e marcada no rosto com as rugas de tanta preocupação, fazendo-nos cair na triste realidade das povoações isoladas e despovoadas, lembrando o envelhecimento, a baixa taxa de natalidade e o abandono das zonas rurais. Saímos dali encosta abaixo, trocando umas curtas palavras, silenciados depois, já que a realidade falava muito alto. Estamos a ficar velhos e sós!

Boa semana e que ganhe Portugal

Rui Passadouro

20180624 vale maior

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:48


5 comentários

Sem imagem de perfil

De José Cardinhos a 25.06.2018 às 21:29

Boa manhã de BTT, com o tempo/temperatura no ideal para umas pedaladas fortes e tentando ao mesmo tempo a diversão.
Conseguimos manter o registo dos +1000 metros de altimetria, porque menos é para meninos.
Boa crónica, fotos e filme, parabéns aos companheiros RP e AF.
Uma boa semana.


Sem imagem de perfil

De Anónimo a 26.06.2018 às 23:48

E empatámos, com um certo galo. E com Marrocos livrámo-nos de boa e os Espanhóis viram-se à rasca com eles. Bela atitude desportiva a dos nossos vizinhos para lá do mar.
Mal iniciei a leitura percebi quem era o cronista. Belíssimo e profundo! As imagens,  como de costume e boas.  Uma porra é  o guia... fiz 55 kms com uma equipa mais modesta e menos ambiciosa das altitudes. Assim não é fácil regressar-se. Eu ainda falo mas o HB, o HM não dizem bem pio. Já a dupla CM e CG devem andar também a prepararem-se na segunda liga...
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 01.07.2018 às 21:31

Esse Anónimo deve perceber que para poder descer deve subir...
Só faz bem e abre os pulmões...e estica as pernas.
Quem não aparece não faz falta.
Não se pede por favor para virem...Sempre se manteve o mesmo espirito de GRUPO.
Imagem de perfil

De ACLopes a 26.06.2018 às 23:55

Eu ainda falo mas o HB, o HM não dizem nem pio.
O anónimo anterior era eu...
Sem imagem de perfil

De Cláudio Costa a 30.06.2018 às 08:58

Companheiros, é com muito gosto e nostalgia que leio estas crónicas, eu apesar de ainda ter a bike avariada não é só por isso que não vos faço companhia, pois pediria uma emprestada, mas o trabalho dos últimos dias e deste fim de semana, não me permite pedalar. Boa crónica, e amanhã façam outra assim e com boa reportagem, Até 5f espero eu, espero mesmo poder ir. Divirtam-se.

Comentar post



Sobre nós

Neste blog um grupo de amigos irão falar das suas vivências tendo como fundo uns passeios de bicicleta. À conquista da natureza, ganhando saúde.

MEO Kanal


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D


Visitantes = 160.000 +...