Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




TSF FORAM A PORTO DE MÓS

Tanto acreditávamos e queríamos ontem a mais saborosa vitória que poderíamos ter tido num jogo de futebol que preferi procrastinar a feitura do relato da nossa volta para hoje, segunda-feira.

Nunca, que me lembre, fomos tão mal tratados publicamente pela generalidade da imprensa de um país que desde os anos sessenta ajudámos a reconstruir, pedra a pedra. Um país de pedantes que acolhe só uma das maiores concentrações de portugueses no mundo: Paris, a sua capital! Fizeram grandes programas de TV onde perguntavam a si próprios se poderia um pequeno país como Portugal ganhar o caneco. Grandes idiotas, pela graça de Deus!... E dos nossos fabulosos guerreiros da bola.

Estava tudo escrito nos livros e tanto as prestações dos atletas lusos no Europeus de Atletismo quanto o exacto número de ONZE que fomos ao café/esplanada do jardim de Porto de Mós indicavam que algo de vibrante e bom estava para acontecer. E nem o porco do Dimitri Paya conseguiu travar-nos eliminando o CR7. Correu-lhe até mal porque, a partir daí e mesmo sem ele fomos ainda maiores. Vingança que nos soube e mel e a eles a fel!

Mas, como se sete (AF, RV, NC, AL, JC, CC e CG) não fossem suficientes para perfazer ONZE, logo apareceram quatro camaradas com um andamento dos diabos e  que costumam treinar com o conhecido “velhinho” Agostinho Duarte dos lados de Pernelhas. A saber: Filipe Bagagem, Fred Valentim, Carlos Bento e Duarte Lourenço.

Saímos do PR a subir à Cruz da Areia (com muita areia de facto nalguns caminhos), Barreira, Alcanadas e Porto de Mós onde, antes do café conquistámos o seu vetusto castelo. Digno de nota foi o comportamento preguiçoso e calão do garçon que se recusou a receber individualmente mas somente pela totalidade de todos os onze. Ficou determinado que, pese embora a beleza do local e de uma espectacular glicínia: nunca mais voltaremos para incomodar este garçon.

Regressámos a bom ritmo por matas e quase morres de cansaço subidouro em direcção às fontes de onde demandámos à última e mais resfatelada etapa da manhã. Aqui já os nossos quatro amigos se tinham separado, tal como o CG que tinha compromissos bem longe dali.

Belo domingo de Btt, muito boa e estimulante a companhia é um espectacular remate de loucura quando o dia terminava e a madrugada de festejos se iniciava.

VIVE LA F....?! O C$}#%$+!

 VIVA PORTUGAL!!!!

Et... Comme sera t’ill la Tourre Eiffel Toujour  pour la nuit?...  Agora é que não escaparemos às sanções...  

Alipio Lopes

P7100040.JPG

publicado às 16:36


12 comentários

Sem imagem de perfil

De Cláudio Costa a 12.07.2016 às 13:09

Boa manhã de btt e excelente crónica, de realçar também a coloração do texto,  este editor não brinca.
O Cardinhos orientou-nos por trilhos habituais mas ao contrário para variar.
Boa semana. 
Até 5f.

Comentar post



Sobre nós

Neste blog um grupo de amigos irão falar das suas vivências tendo como fundo uns passeios de bicicleta. À conquista da natureza, ganhando saúde.


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D


Visitantes = 160.000 +...



Últimas voltas

Activities for Trilhos Sem Fim (Cláudio)

Países Ciclados

Create your own visited countries map or check out the JavaScript Charts.