Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Trilhos Sem Fim, o passeio à Fórnea

por Trilhos Sem Fim, em 17.01.16

Quando soube que iriamos à Fórnea formou-se um misto de sentimentos: Voltar a ver aquela beleza impar, percorrer aqueles vales mudos mas cheios de sons, cheirar todas as fragrâncias que conseguirmos detectar, mas ao mesmo tempo subir algumas "terríveis" subidas que iriam pôr-nos à prova.
Eram 08 da manhã quando partimos para Porto de Mós, onde iniciaríamos mais um trilho "domingueiro". Começamos por percorrer algum alcatrão até Ribeira de Cima, entrando logo de seguida no trilho pelo vale. Começamos por percorrer esse trilho acompanhando por algum tempo um pequeno ribeiro que corria em sentido contrário - Sortudo: nós a subir e ele a descer :)
Aliado ao ar um pouco gelado que se fazia sentir, tivemos ainda direito a "molhar a meia" quando atravessamos o ribeiro.
Mais alguns quilómetros à frente fomos à procura da nascente do tal ribeiro e da muito falada cascatas.
Já à entrada da Fórnea, encontramos uma tímida cascata que teve alguns visitantes pousando para uma foto de grupo. Aqui, ainda tivemos tempo para voltar a apreciar a beleza de um fenómeno geológico (se quiserem saber mais, procurem no Google), e de alimentar um pouco esse vício de ir à procura de caixinha de plástico. Pois é, não poderia faltar a caça às Caches!
Deixando a Fórnea para trás, seguimos em direcção ao Vale da Canada, passando nas costas de Alvados. A ideia seria subir a serra e voltar à Fórnea pela parte superior da encosta. Assim, chegamos ao que mais temia: uma subida que parecia não ter fim. Quase conseguia ver a cor dos meus pulmões. No entanto, a rapaziada que já tinha chegado lá a cima, gritava para incentivar os mais atrasados. O que eles não sabiam, e fica aqui a confissão, é que durante a subida parei algumas vezes para recuperar o folgo e apreciar a vista magnifica que se prostrava à minha frente.
Chegado lá em cima, foi a "hora da banana" e de mais alguma coisa, como veremos mais adiante.
Já recuperados da "dura" subida, tivemos uma visita, ainda que fugaz, de um grupo de praticantes de Trail.
Terminado a pausa, lá iniciamos o trilho pela encosta. Este "single track" merecia algum respeito, fazendo com que o percorrêssemos com o nível de adrenalina e atenção no máximo. Do lado esquerdo tínhamos a serra, mas do lado direito uma ravina, que não sendo a pique, tinha inclinação suficiente para fazer rebolar alguém que caísse do trilho. Aliás, dois colegas chegaram a "tentar a sorte", para um deles não fosse um ramo de alecrim e poderíamos ter um "caso sério".
Estávamos próximos a chegar à Fórnea, desta vez por cima, quando um colega deu por falta das chaves do carro. A tal "Hora da banana" trouxe-nos uma prenda inesperada: repetir o "single track, mas desta vez a subir (ok… era subida ligeira).
Achadas as chaves, lá fizemos o caminho inverso de volta para os carros.
Foi uma manhã que valeu o esforço...

Carlos Máximo

Clicar para ver fotos

publicado às 18:44


20 comentários

Sem imagem de perfil

De Alípio Lopes a 19.01.2016 às 22:38

Assim, sim! Valeu a pena temos insitido. Dentro de toda a pedra está algures uma obra de arte. Preciso é descobri-la. Os escultores, esculpem e nós praticamente praxámos o CM pela sua ausência de comentário na semana anterior. Ele esperneou, esperneou, mas acabou por revelar-se um excelente cronista. Mais um... Pelo meu lado preferia ser melhor bttista mas não podendo vou lutando por mandar uns bitaites em condições porque tenho uma concorrência muito feroz (mesmo quando não quer ou tem excesso de humildade!)! Sinceros parabéns pela crónica e, particularmente, pelas ilustrações magníficas. Para a próxima escreve o Carlos Grazina. P.S: Já me inscrevi para os Foleiros do próximo fim de semana.
Sem imagem de perfil

De Rui P a 20.01.2016 às 01:30

Grande Máximo, gostei do eu estilo. Podes voltar a escrever. Eu que não fui, quase consegui ver-me, na tua prosa, a subir aquele enorme caracol.
Espero que me convidem a visitar a Fornea um dia destes.
Parabéns também ao repórter, que como sempre apanhou o ângulo certo.
Para o nosso malabarista Rogério sugiro um pouco mais de calma e atenção. Parece um miúdo irrequieto...
Image
Sem imagem de perfil

De rogerio a 21.01.2016 às 18:17

Ainda quero saber quem é que foi calhandrar sobre o meu comportamento irrequieto, pois na crónica nada foi referido.
Declaro desde já que é tudo mentira, pois ninguém ( quase ) me viu cair.
Sem imagem de perfil

De Cláudio Costa a 20.01.2016 às 12:34

Ouvi dizer que o nosso novo cronista - o CMax - diz que se o metermos a escrever mais vezes, deixa de comparecer ao Domingo!!!! Eu que trabalho com ele, é que o aturo... Irra...
Sem imagem de perfil

De Rui P a 20.01.2016 às 18:00

Na minha opinião, atendendo à qualidade da obra que produziu, o CMax tem o direito de escolher quando e como quer trabalhar como cronista. 
Sendo obra prima não pode ser repetida nem imitada. Afinal ele revelou-se um artista...

Comentar post


Pág. 2/2



Sobre nós

Neste blog um grupo de amigos irão falar das suas vivências tendo como fundo uns passeios de bicicleta. À conquista da natureza, ganhando saúde.

MEO Kanal


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D


Visitantes = 160.000 +...